A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

29/12/2013 16:47

Paraguaios são presos com espingarda de caça durante pesca na Piracema

Bruno Chaves
Os pescadores responderão por porte de arma e pesca predatória na Piracema (Foto: Divulgação/PMA)Os pescadores responderão por porte de arma e pesca predatória na Piracema (Foto: Divulgação/PMA)
Os pescados, segundo a polícia, estavam foram da medida correta (Foto: Divulgação/PMA)Os pescados, segundo a polícia, estavam foram da medida correta (Foto: Divulgação/PMA)

Dois pescadores paraguaios foram presos em Porto Murtinho – a 431 quilômetros de Campo Grande – na madrugada deste domingo (29) por pescarem na época da Piracema. Eles estavam do lado brasileiro do Rio Paraguai e usavam petrechos proibidos, como tarrafa e espinhel.

Veja Mais
Pedestre é atropelado na calçada por veículo que disputava racha
Carreta da Justiça realiza 368 atendimentos na terceira etapa do projeto

Segundo a PMA (Polícia Militar Ambiental), os dois haviam capturados pescado fora da medida permitida e também estavam em posse de uma espingarda de caça, de calibre 22 e com 31 munições.

Os pescadores formam presos depois de serem avistados em uma chalana de 6 metros armando espinheis. Ao verem os militares, os dois jogaram uma tarrafa no rio. Porém, na embarcação, foram encontrados 30 kg de peixes capturados com os petrechos proibidos.

A arma, o pescado, a embarcação, um motor de popa, cinco espinhéis com 48 anzóis, dois remos e um aparelho de celular que era utilizado para informação sobre a fiscalização foram apreendidos pela polícia.

Os paraguaios receberam voz de prisão e foram conduzidos à delegacia de Polícia Civil de Porto Murtinho, onde foram autuados em flagrante por crime de pesca predatória e porte ilegal de arma.

Eles poderão pegar pena de um a três anos de prisão por terem sido flagrados pescando, com petrecho proibido, na Piracema.

Pelo crime de porte ilegal de arma, os dois poderão pegar pena de dois a quatro anos de reclusão. Cada pescador também foi multado administrativamente pela infração de pesca predatória em R$ 1,3 mil.

Pedestre é atropelado na calçada por veículo que disputava racha
Homem de 26 anos sofreu fratura no crânio e várias escoriações após ser atropelado quando transitava por volta das 3h30 de hoje (10) por uma calçada ...
Carreta da Justiça realiza 368 atendimentos na terceira etapa do projeto
Em oito dias de atendimentos da Carreta da Justiça em Taquarussu - município localizado a 332 km de Campo Grande -, o projeto do TJ-MS (Tribunal de J...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions