A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

01/06/2011 12:10

Patrimônio de presos por tráfico incluía fazenda e mansão em Coxim

Aline dos Santos

Presos que se apresentavam como pescadores tinham fazenda de R$ 2 mi

Presos foram ouvidos no Ministério Público. (Foto: PC de Souza)Presos foram ouvidos no Ministério Público. (Foto: PC de Souza)

O padrão de vida da família presa na operação Navegantes, realizada hoje em Coxim, despertou a atenção da polícia. Os presos se apresentavam como pescadores, mas tinham fazenda avaliada em R$ 2 milhões, chácaras e mansão.

Conforme a acusação, o negócio da família era o tráfico de cocaína e maconha. A droga, comprada na Bolívia, vinha por meio do rio Taquari, era deixada na fazenda dos presos e então distribuída para São Paulo e Goiás.

O esquema era comandado de dentro do Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande, onde os irmãos Geneci e Genilson Elias da Silva cumprem pena. Em Coxim, eles são conhecidos como “Irmãos Félas”.

A dupla foi presa em outubro do ano passado com 30 quilos de cocaína, mas mantinha contato por cartas e celular. O grupo passou a ser monitorado após as prisões dos líderes. Foram verificadas mais de mil ligações por dia.

A operação recebeu o nome de Navegantes porque os presos vêm de família de pescadores e porque o tráfico utilizava o rio Taquari.

Com auxílio de cães farejadores, a PM (Polícia Militar) cumpriu 18 mandados de busca e apreensão e prendeu nove pessoas. Foram presos Flávio da Silva Luz, Jeferson Elias da Silva, Rogério Bispo de Farias, Vilmar Meza da Silva, Indiamara Santos Almeida, Danilo Mota, Solange Maria Antunes, Anderson Bibiano da Silva e Reginaldo Pereira da Silva.

Francisco Gelson Elias está foragido. Os presos estão sendo ouvidos no MPE (Ministério Público Estadual) e serão levados para a 1ª delegacia de Polícia Civil.

Foram apreendidos um Vectra, três motocicletas, máquina de contar dinheiro, carabina Puma, pistola 765, computador, notebook, algemas e munições intactas e deflagradas.

A ofensiva contra o tráfico contou com 110 policiais e 30 viaturas. (Com informações do Edição de Notícias e Coxim Agora).

Com 100 homens e 30 viaturas, operação da Polícia Militar fecha Coxim
A cidade de Coxim, região Norte do Estado, amanheceu ocupada por 110 homens da PM (Polícia Militar). Conforme o Coxim Agora, informações extraoficiai...
Lojas vão estender horário de atendimento durante o mês de dezembro
O comércio de Ponta Porã - cidade localizada a 323 km de Campo Grande - irá funcionar em horário especial neste fim de ano. Os horários e dias foram ...



Concordo com tudo que o PEDRO BRAGA disse.e FORÇAS ARMADAS NESSE PAIS MESMOOOOOOOO.
 
sonia bernardo em 04/06/2011 09:39:53
Bela operação da Policia junto MPE!
Parabéns .
 
anderson soares em 01/06/2011 12:42:05
Parabéns pela operação da PM com a MPE , nossa , esses presos são tão chiques , tem umas regalias que eu nem tenho em casa , e como eles conseguiam telefonar e mandarem cartas de dentro do presidio. Tem tantos trabalhadores de bem que não tem 1% dos bens desses presos. A fiscalização tem que ser mais intensa para tentar amenizar o comercio ilegal de drogas no país.
 
Julliana Oshiro CAC em 01/06/2011 04:42:27
Está na cara, que a segurança deste PAÍS, precisa de autoridade maior, para intimidar os errados, essa situação de COXIM, fica cada vez mais claro, que não respeitam as forças auxiliares, a justiça brasileira, agora coloque os a disposição das FORÇAS ARMADAS, que verão a resposta, o que ocorre, os servidores públicos estaduais e municipais, não tem respaldo quando precisam dos superiores, que são os GOVERNOS, OS PREFEITOS, que são pessoas votadas, despreparados para defender as suas casas quanto mais a sociedade inteira, os COMANDANTES, dessas forças coitados, quando estão acertando um tipo de trabalho, já vem as eleições e tudo, vai para o chão, é onde eles, coitados não tem COMANDO PRINCIPAL, com todo respeito aos CORONEIS, cargos máximos das forças auxiliares, sem apoios superiores, porque GOVERNADORES E PREFEITOS, não entendem nada da segurança, colocam Secretários, e trocam todos os dias, nem comandam eles mesmos, e o danado do voto, pesa mais do que a sinceridade, é onde sofrem os servidores, que servem GOVERNOS ESTADUAIS E MUNICIPAIS, perdoem me pela verdade, vamos dar uma oportunidade para a tranquilidade populacional, FORÇAS ARMADAS NA SEGURANÇA DESTE PAÍS.
 
PEDRO BRAGA em 01/06/2011 03:07:00
Engraçado, como um preso consegue fazer tantas ligações em um lugar que na verdade eles nao deveriam ter contato com ninguem...
Melhor "morar" na cadeia do que batalhar na rua. Afinal de contas, na cadeia nao paga-se aluguel, luz, agua, iptu, mercado...enfim......enfim....(nao caberia tantos ....)
 
Weimar Viana em 01/06/2011 01:10:54
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions