A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

31/01/2011 16:32

Pecuarista diz que envenenamento pode ter causado morte de peixes em Aquidauana

Fabiano Arruda

Para ela, mau uso de agrotóxico pode ter provocado desastre ambiental

Produtora rural colhe amostra de água do Rio Negro. (Foto: O Pantaneiro)Produtora rural colhe amostra de água do Rio Negro. (Foto: O Pantaneiro)

A pecuarista Beatriz Rondon, uma das testemunhas da morte de milhares de peixes no Rio Negro, na região de Aquidauana, considera que o desastre ambiental pode ter sido causado por alguma substância tóxica, empregada de forma irregular e em grande quantidade.

Para ela, o fato dos peixes estarem intactos, sem serem comidos por outros animais, é o principal indício de que a mortandade tenha ocorrido por envenenamento. Na opinião da pecuarista, o mau uso de agrotóxico na região pode ter sido a causa.

“Nenhum outro animal da cadeia alimentar, jacarés, ariranhas e pássaros, estão comendo os peixes”, reforça.

Beatriz registrou em fotos a morte dos peixes no sábado e domingo. Conta que percorreu todo o Rio Negro de avião e cerca de 8 quilômetros, de barco, numa faixa que considera ter a maior incidência do desastre ambiental.

Hoje pela manhã ela procurou a 1ª Promotoria Ambiental de Justiça de Aquidauana para formalizar a denúncia. “Levei um CD com todas as fotos que registrei”, conta.

“O brejo do Rio Negro é considerado um berçário de peixes. Em plena época de Piracema, esse desastre elimina a possibilidade de reprodução. Nunca vi nada igual”, comenta.

Dequada - Beatriz também rebateu a suspeita de que os peixes tenham morrido pela dequada, fenômeno que acaba com o oxigênio na água e assim leva os peixes à morte.

Para ela, não houve queimadas suficientes na região, tampouco, a cheia do rio este ano teve relação com o caso.

Segundo a produtora rural, que administra a fazenda da família - Santa Sophia, há 32 anos na região, o nível do rio Aquidauana, que chegou a registrar 6,34 metros no dia 21 deste mês, não tem influencia no Rio Negro.

Alguns casos de mortandade de peixes já foram registrados devido às cheias. Quando o nível do rio sobe e, posteriormente, desce num curto intervalo de tempo, a vegetação que acompanhou a subida também cai, causando falta de oxigênio para os peixes.




Que se faça "JUSTIÇA " . Acidentes e tragédias como essa que custam muitas vidas de diversas espécies de peixes, inclusive humana.
 
Sílvia Pereira em 01/02/2011 12:03:57
É possivel que alguem inescropuloso tenha causado esse acidente. Com a palavra os orgaos responsaveis pela fiscalizacao (ibama, iagro, agraer, sfa, imap, sema, crea, ongs etc).
 
sebastiao dos reis em 01/02/2011 08:21:27
No Brasil, existem tantas leis, mas nenhuma fiscaliza a pulverização de insetiticidas que ocorrem esta epoca do ano nas lavoura, via terrestre e por avião, são vários MIL litros de venenos que são jogados nas lavouras e nesssa epoca de chuva vai tudo para o rios, esse fato ocorre constantemente na região de São gabriel do oeste, que inclusive há muitos passaros morrendo por causa do veneno. Não sei como isso ainda não foi revisto, é muito sério isso, estudem por exemplo os casos de cancer de São Gabriel do Oeste, há muitos! Os aviões que pulverizam veneno o fazem até em dias de chuvas e ate nas cabeceiras de rios, inclusive nascentes do Aquidauana.
 
Rodrigo Brandão em 31/01/2011 07:01:01
Como conhecedor da região, tanto na época de cheias e vazantes como na seca, concordo com a opinião da Beatriz Rondon, pois decuada para acontecer de forma que mate tantos peixes, é necessário que ocorram grandes queimadas, e uma enchente que seja muito grande e inunde rapidamente e fique cheio por um grande período, pois com o crescimento de plantas não aquáticas na região e a consequente morte delas por causa da água da cheia , liberando amônia e outros elementos na água, e em conjunto com a grande quantidade de cinzas das queimadas que liberam potássio, somadas causam uma falta de oxigênio na água e consequente debandada de cardumes para locais que a água esteja limpa e somente quando estes peixes ficarem cercados por água putrefada e sem oxigenio, que ocorre a morte destes, mas ocorrem em espécies diferentes por vez até que todos os peixes após ficarem buscando oxigenio na superfice, irao morrer. ESTE SIM É O RESULTADO DE UMA DECUADA....
Acredito em eliminação de resíduos tóxicos de herbicidas para causar uma mortandade tão grande em praticamente todas as espécies de peixes do local e de forma tão rápida.
Deve ser feito sim investigação para apurar os fatos, e não sair alegando causas naturais, pois como aconteceu no rio Miranda uns 25 a 30 anos foi 2 4 D + PICLORAN (TORDON).
FGIRARD- BIÓLOGO
 
Flavio Girard Carneiro em 31/01/2011 06:51:44
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions