A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

29/04/2013 18:39

PF ouve Maníaco da Cruz e André vai pedir ajuda do Governo federal

Nícholas Vasconcelos e Helton Verão
Maníaco da Cruz foi levado para Polícia Federal de Ponta Porã. (Foto: Tião Prado/Cone Sul News)Maníaco da Cruz foi levado para Polícia Federal de Ponta Porã. (Foto: Tião Prado/Cone Sul News)

Dyonathan Celestrino, 21 anos, conhecido como Maníaco da Cruz, foi extraditado no fim da tarde de hoje do Paraguai para o Brasil. Ele foi entregue pela polícia paraguaia na aduana do país vizinho para as autoridades brasileiras, o delegado-geral, Jorge Razanauskas Neto, e dois agentes da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul. Dyonathan foi preso no sábado (27) na cidade de Horqueta, a 160 quilômetros de Ponta Porã. 

Veja Mais
Maníaco da Cruz fazia aulas de castelhano e guarani no Paraguai
Maníaco da Cruz foi localizado trabalhando em lava-jato, diz Polícia Paraguaia

Segundo o site Cone Sul News, no momento da transferência uma multidão se aglomerou no local da entrega para as autoridades berasileiras.

Ele foi levado para a PF (Polícia Federal) de Ponta Porã, onde presta depoimento neste momento. Depois de ser ouvido, o Maníaco será levado para a Unei (Unidade Educacional de Internação), onde estava internado desde 2008 e fugiu no dia 3 de março.

O governador André Puccinelli (PMDB) disse nesta tarde que vai procurar o Governo Federal para tratar do caso do Maníaco.

“Estamos insistindo para que eles tenham benevolência de termos uma audiência com o ministro da Justiça, ela já esta marcada para o mês que vem. Vamos pedir recursos de contrapartida para casos similares ao do Maníaco”, revelou o governador durante a posse dos novos secretários do Estado, em Campo Grande.

O caso de Dionathan causou um impasse entre as autoridades sul-mato-grossense, já que o jovem havia cumprido a medida socioeducativa para os crimes, mas deveria continuar internado. O Governo do Estado tentou levá-lo para hospitais psiquiátricos e também outros estados, sem sucesso.

Crimes - Os assassinatos aconteceram em 2008. No dia 2 de julho, o Maníaco matou o pedreiro Catalino Cardenas, de 33 anos; no dia 24 de agosto, a vítima foi a frentista Letícia Neves de Oliveira, de 22 anos; e 6 de outubro, a última morte, da estudante Gleice Kelly da Silva, de 13 anos.

O Maníaco utilizava luvas cirúrgicas para cometer os crimes. Ele estrangulava as vítimas e terminava de matá-las com faca, arma com a qual ele escreveu INRI (Jesus Nazareno Rei dos Judeus) no peito do primeiro alvo.

O adolescente disse que escolhia as vítimas aleatoriamente e decidia se elas mereciam morrer após “julgá-las” como puras ou impuras, mediante questionamentos sobre valores morais, fé e sexualidade.

No quarto do adolescente foram encontrados pôsteres do Maníaco do Parque e de um diabo. Havia também revistas pornográficas, CDs, um envelope de cor azul, dentro do qual havia um papel com nome das vítimas, escrito em vermelho, três jornais com reportagens sobre os assassinatos e pertences das vítimas.




falouw o luiz alves, vc deve ser um psiquiatra formado no paraguai. e tambem ta precisando ser tratado.
 
roberto ribeiro em 30/04/2013 09:26:05
Roberto Ferreira, concordo plenamente contigo, o único senão é que estamos no MS onde os governantes não sabem fazer outra coisa, senão viver corrrendo o pires atrás do papai Governo Federal...e depois posam de bons administradores!!!! Vergonha total!
 
Marcos Santos em 30/04/2013 08:54:53
Esse infeliz ainda está vivo? Caramba, pensei que a policia do Paraguay ira dar um jeito nesse bandido mirim.
 
Marcelo Miranda em 30/04/2013 07:06:21
Se fosse na época do Pedro pedrossian e do João batista (secretário de segurança de verdade e não um fantoche) esse maníaco não seira incômodo a muuuuuuuiiiiiiiiiiiiiiiiiito tempo. Ja estaria com Jesus o criador.
 
Carlos Roberto em 30/04/2013 07:04:32
Talvez pouca gente analisou o comportamento dessa criatura, que não bate com tanto alarde de técnicos ou que se diz técnico. O cara tratou de arrumar emprego, estava pensando em aprender o idioma e fazer faculdade; tem algo com perturbado ou psicopata? claro que não. É apenas mais um que tem espírito do mal e precisa de tratamento espiritual, mas antes pagar pelo que fez como um criminoso.
 
luiz alves em 29/04/2013 21:32:48
tenho o maior respeito pela PF mas deveriam soltar esse verme nas maos das familias de vitimas q ele seifou suas vidas
 
pedro aragao em 29/04/2013 19:46:56
Neste caso não existe outro nome senão "incompetência". Aguardaram três anos para submeter o rapaz a uma avaliação psiquiátrica que atestasse seu problema mental, ou seja, o tempo máximo em que ele poderia permanecer na Unei.. Passado este tempo, mais um ano na tentativa de arrumar lugar para ele ser tratado... Ora, a situação deste rapaz, embora não cotidiana, não é exclusiva, ou seja, casos semelhantes, pelo tipo de patologia que apresenta, podem ocorrer com outras pessoas e,então, o que será feito? Nada? Agora, a esta altura, mendigar favores do Governo Federal? Já houve tempo mais que suficiente para isso! Houve tempo mais que suficiente para preparar local apropriado para este tratamento. Houve tempo mais que suficiente, no mínimo, para se custear tratamento em entidade privada!!!
 
Roberto Ferreira Filho em 29/04/2013 19:30:52
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions