A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

08/06/2015 21:55

PMA descobre grande exploração e armazenamento ilegal de madeira de lei

Lúcio Borges
Madeira estava armazenada no pátio da fazenda (Foto: PMA)Madeira estava armazenada no pátio da fazenda (Foto: PMA)

Policiais Militares Ambientais descobriram uma grande exploração e armazenamento ilegal de madeira de lei em uma fazenda na estrada do Carandazal, em Corumbá, na rodovia MS-325. Após fiscalização, os agentes registraram ao todo, e, apreenderam 28 palanques e 567 estacas de madeira da espécie aroeira, além de duas toras ainda verdes da mesma espécie e 2,8 m³ de madeira serrada em tábuas das espécies ipê, angico e castelo.

Veja Mais
Fiems pede que governo mantenha contratos de incentivos fiscais
Reinaldo chega a Dourados para lançamento e entregas de obras

Conforme registros da PMA, o capataz da fazenda informou que não possuía autorização para a exploração da madeira. Com isso, o proprietário da fazenda foi autuado administrativamente e multado em R$ 5.410 e responderá por crime ambiental, além de estar sujeito à pena de um a dois anos de reclusão.

A madeira dessa espécie, protegida por lei, estava armazenada no pátio da fazenda onde os policiais localizaram várias árvores que tinham sido derrubadas para a exploração de produtos vegetais. Também foram encontradas serradas, outras espécies retiradas ilegalmente.

A portaria 83N de 1991 do IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente) proíbe o corte da “aroeira” e algumas outras espécies de madeiras nobres, sem plano de manejo, que precisa ser aprovado pelos órgãos ambientais. Inclusive, em desmatamentos autorizados, essas espécies não podem ser cortadas. (com informações PMA).

 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions