A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

09/05/2011 11:08

Polícia Civil indicia agente da PF pelo homicídio de soldado da PM em Dourados

Ítalo Milhomem
 Polícia Civil indicia agente da PF pelo homicídio de soldado da PM em Dourados

O delegado da Polícia Civil de Dourados, Luiz Augusto Milani, indiciou o policial federal Leonardo de Lima Pacheco por homicídio doloso pela morte do policial militar, Sandro Alvares Morel, 33 de anos, e pela tentativa de homicídio após ferir outro policial, José Pereira de Souza, 29 anos, na tarde de ontem (8), em Dourados.

De acordo com Milani, o policial federal teria se auto-apresentado como traficante para uma guarda municipal em uma conversa por meio do programa de conversa na internet MSN e os dois teriam marcado um encontro amoroso no apartamento do agente.

A moça teria levado ao pé da letra a informação de Leonardo, e comunicou a Polícia Militar do encontro com o suposto traficante. Na data marcada, ela foi acompanhada dos policiais Sandro e José Pereira até o local combinado.

Ao chegar ao apartamento do suposto traficante, Leonardo teria visto somente a agente da guarda municipal por meio do olho mágico e abriu a porta. Sandro teria entrado no apartamento e ordenando que o policial federal deitasse no chão. Não sabendo do que se tratava, Leonardo teria sacado a arma e atirado seis vezes em Sandro.

A guarda municipal saiu correndo do apartamento para se proteger, Leonardo foi atrás e trocou tiros com outro policial militar, José Pereira, que aguarda Sandro na entrada do condomínio. Tanto Leonardo como José pereira foram baleados na ocasião.

Segundo Milani, mesmo com auto-afirmação feita pelo agente federal, que disse ser um traficante para a guarda municipal, não foi encontrada nenhuma droga ou indício de tráfico no apartamento de Leonardo.

O policial está internado, mas não corre risco de morte. Ele está sob custodia da Polícia Federal, e após ser liberado será ouvido pela Polícia Civil sobre o fato.

Em nota a Polícia Federal afirmou que acompanhará o caso, mas negou o envolvimento do agente federal com o tráfico de drogas, mas irá abrir procedimento administrativo para investigar a denúncia.

A reportagem do Campo Grande News conversou com chefe da Guarda Civil de Dourados, Major Zelotti, que afirmou que só irá se pronunciar após o final da investigação da Polícia Civil. A Assessoria da Polícia Militar também foi procurada para comentar a ação dos policiais da inteligência em Dourados, mas não retornou a ligação.




Isso só tende a reforçar a velha máxima: cada macaco no seu galho. Investigação de crimes comuns a cargo da Polícia Militar, só pode resultar nessas lambanças. Existem normas a serem seguidas em caso de abordagem de supostos traficantes, ainda mais se ele está dentro de sua própria casa. Mas, agora não adianta reclamar. Que sirva de lição para que erros assim não voltem a acontecer.
 
Paulo Souza em 09/05/2011 12:37:00
Lamentável vermos, através dos comentários, o corporativismo, a insensibilidade ante uma vida perdida, componentes das forças de segurança pública se digladiando, quando deveria haver interação, para melhorar o nível de segurança a quem contribui para que possam perceber seus vencimentos em dia.
Da forma como estou vendo, está mais para luta visando espaço e poder que questionamento de competência legal, coisa de facções . . . que dane-se o povo.
Lamentável, tristemente lamentável.
 
Moacir Rodrigues Alcântara em 09/05/2011 09:20:53
Parabéns a redação do campograndenews pela reportagem, que foi uma das que mais se aproximou da versão oficial, dada pelo Delegado da Civil nesta manhã. Infelizmente, alguns jornais eletrônicos de Dourados, vem distorcendo a ocorrência, colocando notícias tendenciosas e inverídicas, sabe-se lá por quais motivos. Tal comportamento das mídias eletronicas só torna ainda mais grave a situação em Dourados, acirrando possíveis diferenças entre as forças policiais, o que só prejudica a população, que espera um serviço policial digno e principalmente, eficiente e amparado nas normas legais.
 
jose roberto em 09/05/2011 08:25:52
Para LILIANE SOUZA!
Sou policial militar e o que eu sei é que a PM tem feito a maioria absoluta de apreensões de drogas no estado, somente para citar DOF e PRE que toda semana apreendem um grande montante de drogas, e para quem AINDA não sabe, o DOF é composto na sua maioria por militares; outro assunto que quero manifestar: sobre a postagem da liliane souza em 09 de maio de 2011 - segunda às 18:03: "...se quer se PC faz o concurso que e de nivel superior e seja bem vindos todos!..." ,
somente para informar a essa pessoa aí que pelo visto deve ser PC, ou sonha em ser: é a segunda vez que alguem posta isso de 'nivel superior' para PC... só para ela: muitos policiais militares são professores em faculdades de direito e outros cursos superior, e estão ministrando aulas para os agentes da PC , que na maioria absoluta ainda não tem o curso superior, mas estão se adequando as regras, já que eles ao entrarem na PC tinham apenas o nivel fundamental e tem prazo para concluir o ''nivel superior''.
essa pessoa, LILIANE SOUZA deveria se informar melhor sobre as regras de concurso e ver que faz bem pouco tempo que passou a ser exigido nivel superior para eles e eu mesmo tenho o prazer de ministrar aulas a alguns agentes da PC, que ainda estão com apenas o nivel MÉDIO, mas lutam as suas custas para atingir o objetivo deles!
 
SEBASTIAO SANTOS em 09/05/2011 08:13:00
Uma pergunta que fica no ar: o que uma guarda municipal fazia na situação. Qual é a atribuição de um Guarda Municipal? Que eu saiba a função de um guarda municipal é resguardar o patrimônio público municipal. Não possuem poder de polícia, nem nada parecido. Infelizmente, alguns guardas municipais de Dourados, acham que são policiais e atuam como se fossem. Temos que limitar esse pseudo-poder e com isso evitar novas tragédias como a ocorrida. Para se fazer investigações se deve ter algum conhecimento policial, e isso com certeza nenhum guarda municipal vai ter, pois não teve treinamento policial. Se quer ser polícia, faça concurso pra polícia!
 
Jose Roberto em 09/05/2011 08:05:53
Mais uma vez eu digo: temos que esclarecer essa situação, não podemos desviar o foco...e não se deve dizer bem feito não...afinal uma vida foi perdida, e a princípio, trabalhando...outra coisa; disseram para informar a PF sobre uma boca, aí lhe pergunto: desde quando a PF dá importância pra boca de fumo...e lambança todo mundo faz, ou vc's não lembram do caso da PF de Três Lagoas que prendeu um delegado, viatura e toda a equipe da PC/SP, além é claro de ter disparado a .40 em um agente...foi a maior m... enfim que se esclareçam os fatos e não vaos julgar as pessoas antes da hora...
 
laercio souza em 09/05/2011 07:07:46
Infelizmente, acredito que tudo foi uma sucessão de erros, que resultaram nessa lamentável fatalidade. Todos tiveram sua parcela de erro, sendo portanto, difícil achar um culpado. O mais importante é não fazer disso uma guerra institucional. A PF e a PM não podem entrar em pé de guerra, já que são duas instituições de segurança, que a principio devem trabalhar em conjunto. Sou a favor da lei, e ela existe para todos, e deve ser aplicada, sem pressão política ou intervenções de comandos. Deixem a Polícia Civil trabalhar de forma isenta e imparcial, e o MP e Justiça também atuarão no momento devido.
 
Jose Roberto em 09/05/2011 06:51:08
cada vez mais aparece as lambanças que dá tentar fazer serviço alheio, faça o que vc(PM) foi treinado conter tumulto e trabalhos ostensivo, não coloque o GARRAS nessa eles são tropas de elite e treinados e preparados para combater Roubos em bancos e outros crimes de grande monta, agora cada vez que faz uma m..., diz que a culpa e que eles andam caracterizados, onde esta escrito que não podem ter uniforme padronizado mesmo sendo civil ao contrario que o PM tem que esta fardado para trabalhar por ser uma instituição militar, faça cada um para o que foi treinado que não vai mais acontecer fatos dessa natureza, se quer se PC faz o concurso que e de nivel superior e seja bem vindos todos!
 
liliane souza em 09/05/2011 06:03:21
Leonardo, acontece que a divisão de função existe, a não ser que mudem a constituição. O que quiz dizer é que mesmo a despeito da tragédia, onde um policial morreu em serviço, estava ele fora de sua função. Pode ter certeza que o PM que sobreviveu ainda vai responder uma sindicância, se não um processo administrativo.
 
Paulo Souza em 09/05/2011 05:27:30
Um PM e uma Guarda Municipal entrando na casa de um suspeito de tráfico de drogas, em pleno domingo, paisanos, sem mandado e sem apoio, humm, aí tem, no mínimo estavam planejando extorquir o suspeito, tá muiiito mal contada esta "estória"!!!
 
José Ricardo em 09/05/2011 03:18:53
Eu não sei qual era a real intenção desses dois policiais, se era ganhar uma promoção
por ato de bravura, ou se era estorquir o suposto traficante. uma operação completamente errada, tem que ser bem investigado, será que o comandante deles estava sabendo?eles são do serviço reservado da policia militar? primeiro nada pessoal
mais o cidadão fala que é traficante oquê essa cidadã vai xeretar lá? Se ela queria fazer alguma coisa de útil, deveria ir a uma delegacia de policia civil e informar o caso e deixar que eles investigassem o caso.temos que ver tambem se os policiais estavam fardados.nada justifica a quantidade de tiro que o policial federal deu ,mas se vc é um policial e derepente chega um cidadão armado da sua casa mandando vc deitar no chão
e vc ver que dá pra regir vc não vai ficar esperando ver oq vai acontecer.Nada contra a instituição policia militar ,mais têm uns policiais que esqueçeram oq aprenderam na academia.
 
elias alonso da silva em 09/05/2011 03:03:20
Está história está esquisita, parece ainda meio mal contada. Não dá pra entender ainda o ocorrido, mas é estranho o PF se apresentar em conversa pela internet como traficante, e ainda marcar encontro amoroso no seu próprio apartamento e o PM ir sozinho a um apartamento que sabe-se lá poderia ter mais gente. Está estória está muito mal contada.
 
jose antonio em 09/05/2011 02:44:41
Investigações há regras a ser seguidas, abordagem também. Como pode somente dois Policiais Militares praticar abordagem em um caso de suspeita de tráfico? Certamente mal preparados e sem Comando. Ações desse tipo exige planejamento, preparo, efetivo suficiente e para resguardar responsabilidade dos envolvidos, ordem Judicial. Serviço de Polícia é coisa séria. Ficar brincando de Polícia é nisso que dá: trapalhadas com sérios prejuizos para a vida e para as Instituições envolvidas.
 
José da Cruz em 09/05/2011 02:36:43
PM FAZENDO O QUE NÃO SABE, INVESTIGAR, MAIS UMA VEZ DEU M......, ATÉ QUANDO A POLÍCIA MILITAR VAI QUERER FAZER AS VEZES DA POLÍCIA CIVIL?
 
MARCO ANTONIO em 09/05/2011 02:22:26
Desde quando PM faz investigação? Justamente por isso que houve aquela normatização proibindo a tal de PM2. Olha o despreparo dos caras, inacreditável 3 contra 1 acabar nisso. E essa guarda municipal, por que não procurou a PF? Lambança total...
 
Jonatan Santos em 09/05/2011 02:18:35
Fala besteira não Paulo, foi uma fatalidade o que aconteceu, assim como poderia ter ocorrido com qualquer um civil. Não existe isso de cada macaco no seu galho, todas as forças tem somente um objetivo, proteger o cidadão e manter a ordem. Se não fosse assim não teria o Garras, que tenta fazer policiamento ostensivo que é função da militar.
 
Leonardo Moura em 09/05/2011 01:37:16
Com certeza, cada macaco no seu galho, mas o que as altas autoridades vão dizer sobre o assunto.? Investigação desse tipo é competencia da Polícia Civil, e não da Guarda e PM. Já ouviram falar de Usurpação de função? O Policial morreu e amanhã ninguém lembrará disso. Pena, perdeu ele e a família. Pedimos às autoridade para tomarem providências e impedirem investigações por parte da P-2, e deixar a PC trabalhar..
 
José Damião de Souza em 09/05/2011 01:27:56
Lamentavel a postura deste Policial Federal que se auto entitula TRAFICANTE... ele deve achar isso muito bonito... um servidor que deve proteger a sociedade mas que na realidade gostaria mesmo é de ser traficante.... CADE O MPF QUE AINDA NÃO SE PRONUNCIOU SOBRE O CASO... e outra este policial não deveria estar sob a custodia da PF... e sim da Policia civil que é quem deve fazer a custodia de marginais como ele..... Vai dai!!!!!!!!!!!!
 
Clayton Oliveira em 09/05/2011 01:26:40
E, se, o policial federal estivesse investigando algum caso relacionado ao tráfico de drogas? Em "boca fechada não entra mosca", moça.
 
silvia regina de oliveira paz em 09/05/2011 01:24:20
o fato pior nessa situação foi a morte de um policial...o que tem que esclarecer aqui é se esse policial federal realmente deve ou não.
A questão da "lambança" é pertinente a quem realiza o serviço, seja ele quem for e não a instituição...pois muitos policiais de outras corporações já fizeram suas "lambanças" em várias missões...
 
laercio souza em 09/05/2011 01:21:58
Como é que uma pessoa que se diz normal como essa guarda municipal faz uma coisa dessas? Será que não está vendo e ouvindo fantasmas? Segundo a PF,não havia autorização, denúncia e prova contra o policial federal. Acho que a maluca devia ser presa.
 
silvia regina de oliveira paz em 09/05/2011 01:21:20
será que realmente esse caso seria investigado com todo rigor ou mais uma vez acabaria em arquivamento por falta de provas?
 
fracncisco da silva em 09/05/2011 01:09:06
BEM FEITO POLICIA MILITAR QUERENDO MOSTRAR SERVIÇO,OU SERA QUE QUERIA FAZER ALGUM ACERTO,INDO APENAS DOIS PARA ESSE TIPO DE OCORRENCIA. INVESTIGUEM A CONDUTA DESSES PMS
 
paulo lacerda dpf em 09/05/2011 01:04:41
PF nega envolvimento de agente que matou PM com o tráfico de drogas
Em nota oficial na manbã desta segunda-feira, a Polícia Federal de Dourados negou a princípio, o envolvimento do agente Leonardo de Lima Pacheco com ...
Policial Federal atingido em tiroteio em Dourados é identificado
O policial federal, Leonardo Pacheco, foi baleado na tarde deste domingo (8), no apartamento 31, do residencial Indaiá, no jardim Flórida I em Dourad...
Policial militar morre em tiroteiro e outros dois ficam feridos em Dourados
O policial militar do Serviço Reservado (P2), da Polícia Militar de Dourados, Sandro Alvares Morel foi assassinado a tiros no Jardim Flórida I na tar...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions