A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

14/11/2016 18:50

Polícia Civil investiga se encontro sexual foi emboscada para atrair rapaz

Luana Rodrigues
Edvaldo foi brutalmente assassinado. Três garotos são suspeitos de ter cometido o crime. (Foto: Tá Na Mídia Naviraí.Edvaldo foi brutalmente assassinado. Três garotos são suspeitos de ter cometido o crime. (Foto: Tá Na Mídia Naviraí.

A Polícia Civil acredita que a morte de Edvaldo Miott, 30 anos, foi premeditada e suspeita que o encontro marcado entre ele e três adolescentes foi uma emboscada, para que pudessem roubá-lo ou matá-lo.  Os garotos de 13,14 e 17 anos confessaram o crime e estão apreendidos na delegacia da cidade, mas não disseram a motivação. Há suspeitas de que um quarto garoto de 17 anos esteja envolvido na morte, no entanto, ele permanece solto.

Veja Mais
Após marcar encontro pelo Facebook, homem é brutalmente assassinado
Pistoleiro morre baleado durante confronto com a polícia do Paraguai

Conforme a Polícia Civil, o objetivo da investigação agora é saber se os garotos planejaram o encontro para roubar o carro e celular do rapaz, ou se o crime está ligado a homofobia. Mensagens encontradas no computador da vítima mostram que os garotos toparam encontrá-lo. Inclusive, pelas conversas, o encontro seria sexual, conforme a polícia. Os garotos também teriam confessado isso em depoimento, mas não disseram se o ato foi consumado, nem souberam explicar porque mataram o rapaz com tanta brutalidade.

Edvaldo era homossexual assumido, segundo a polícia. Já os garotos, todos vizinhos da vítima, disseram que não são homossexuais. O caso será investigado como latrocínio, roubo seguido de morte.

Assassinato brutal - Edvaldo foi encontrado morto em uma residência no assentamento Sul de Bonito, em Itaquiraí, distante 410 quilômetros de Campo Grande. O crime ocorreu neste domingo (12), depois de a vítima marcar um encontro com os garotos pela internet. O corpo da vítima foi achado na cozinha caído ao lado do fogão, próximo a porta do imóvel. O rapaz foi assassinado a golpes de pauladas na cabeça. Ao lado do corpo, havia vários pedaços de madeira que foram usados no crime. Na parede da cozinha e no fogão tinha manchas de sangue, inclusive a marca de uma mão.

À polícia, a mãe do jovem contou que o filho saiu por volta das 13h de sábado, para ir até o sitio da família e até a manhã de domingo não tinha retornado. O crime começou a ser desvendado, após o veículo VW Gol branco, que a vítima conduzia, ser localizado abandonado em uma estrada vicinal do assentamento. O automóvel estava com a chave na ignição, com o para-choque danificado, sem a placa frontal e com radiador furado.

Durante investigação, a Polícia Civil conseguiu identificar e apreender três suspeitos com idades de 13, 14 e 17 anos. Segundo testemunha, Edvaldo teria marcado pelo Facebook, encontro com os garotos no sítio da família.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions