A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 25 de Fevereiro de 2017

15/07/2011 17:46

Polícia começa desmanchar quadrilha de furto e roubo de gado no Pantanal

Viviane Oliveira
O lugar é longe é de difícil acesso. (Foto: Polícia Civil)O lugar é longe é de difícil acesso. (Foto: Polícia Civil)

A Polícia de Corumbá investiga uma rede criminosa especializada em furto e roubo de Gado no Pantanal. Uma parte da quadrilha foi desmantelada no final da semana passada com a prisão de três pessoas na região do Paiaguás.

Uma pessoa teve aproximadamente 2 mil cabeças de gado furtadas num período de três a cinco anos. Responsável pelas investigações, o delegado de Policia Civil, Enilton Zalla, disse que já identificou os principais autores desse tipo de crime.

Eles estariam escondidos no meio do Pantanal, nas Colônias São Domingos e Cedro. O crime era lucrativo para o bando.

De acordo com o delegado, na semana passada recebeu uma vítima que contou que uma quadrilha havia roubado a fazenda dela, retirado várias cabeças de gado e que este grupo estava armado.

“Fomos até o local e tomamos conhecimento de quem eram as pessoas e que estavam trabalhando numa fazenda que fica cerca de uma hora e meia a cavalo do local”.

Enilton conta que entrevistou um por um e observeu que tinha um conjunto de 20 reses, prontas para a venda. "Comecei a observar contradições e percebi que o grupo tinha praticado sim o roubo na fazenda.

“Defini como roubo porque estavam armados e se manifestaram com as armas quando avistaram os peões da fazenda da vítima, foi roubo com uso de armas e concurso de pessoas e formação de quadrilha”, disse o delegado.

O flagrante foi configurado porque um boi tirado da fazenda da vítima estava no local. Três homens foram trazidos para a delegacia e autuados por roubo e formação de quadrilha.

Eles podem ficar até 8 anos presos se condenados judicialmente. O trio acusado acabou sendo liberado posteriormente por atender uma série de requisitos previstos em lei.

“Mas conseguimos desmantelar uma quadrilha, indiciei três pessoas e tem mais três para indiciar. Já foi um tiro no pé deles. Nas Colônias São Domingos e Cedro estão os principais autores desse tipo de crime, eles ficam lá”, afirma o delegado.

"Mas conseguimos desmantelar uma quadrilha, indiciei três pessoas e tem mais três para indiciar. Já foi um tiro no pé deles. Nas Colônias São Domingos e Cedro estão os principais autores desse tipo de crime, eles ficam lá", afirmou enfaticamente o delegado. (Com informações do site Diário Online)

Apuração no HR conclui que não houve 'falha ética' em mortes no local
Uma investigação interna realizada pela direção do HR (Hospital Regional) de Ponta Porã - cidade localizada a 323 km de Campo Grande para apurar a mo...
Carreta da Justiça oferecerá serviços a partir do próximo dia 13
Carreta da Justiça, programa do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) que oferece serviços do judiciário de forma gratuita, chegará ao mun...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions