A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

21/09/2012 11:03

Inquérito não aponta responsáveis para morte de menina atingida por trave

Francisco Júnior
Trave que caiu sobre a cabeça da criança. (foto. Maracaju Speed)Trave que caiu sobre a cabeça da criança. (foto. Maracaju Speed)

O delegado Rodrigo Espancin, da 1ª Delegacia de Polícia de Maracaju, concluiu nesta sexta-feira (21) o inquérito da morte da estudante Evellyn Laura Medina Teixeira, de 5 anos, que morreu atingida por uma trave de gol, quando brincava na quadra de esporte.

Veja Mais
Escola decreta luto de 3 dias por morte de menina de 5 anos atingida por trave
Criança de 5 anos morre atingida por trave de gol em escola municipal

O delegado não indiciou ninguém e tratou o caso como morte a esclarecer. O inquérito será encaminhado ainda hoje para o MPE (Ministério Público Estadual).

Durante as investigações prestaram depoimento a diretora da escola e o professor que estava na quadra quando a criança morreu.

A escola fica na aérea da usina Maracaju, na estrada Água Fria. Evellyn brincava de pular corda na quadra, junto com outras crianças. Uma das pontas da corda estava amarrada na baliza do gol, que segundo testemunhas estava solta, quando caiu e acabou atingindo a cabeça da criança.

Ainda conforme registro policial, os alunos realizavam uma recreação na quadra, quando aconteceu a tragédia. O professor responsável pelos alunos estava atendendo um aluno do outro lado da quadra quando viu a menina caída e a trave sobre ela.

Foram realizados os primeiros socorros, porém a menina não resistiu aos ferimentos e morreu no local.




A culpa é do Giroto!!
 
Claudiomiro Lins em 22/09/2012 01:32:40
Delegado,servidor publico do MS, não soube indiciar o municipio,o Estado pela morte da criança.A causa a esclarecer já esta clara:foi a trave de ferro q caiu na cabeça da vitima,que estava aos cuidados da Escola.A morte ocorreu pela negligencia dos funcionarios da escola, servidores publico.Culpado: a prefeitura.Eta delegado, faltou lhe coragem.Mas o MPE não vai deixar passar e JUSTIÇA será feita.
 
samuel gomes-campo grande em 21/09/2012 11:21:31
acho um absurdo este acontecimento pois tirou a vida de uma inocente; que so queria brincar que isto nao torne acontecer mais ,peço aos governantes de municipios que façao uma vistoria en todas as escolas estaduais e municipais do estado .

pesso que DEUS conforte o coraçao dos pais e familiares desta inocente que veio a falecer por falta de vistorias de segurança nas escolas .
 
MARCOS PITTER em 21/09/2012 11:20:08
que deus de força a essa familia! E QUE SE TENHA JUSTIÇA E APAREÇA DE QUEM É A CULPA! POIS NÃO VISTORIAR AS CONDIÇOES DO LOCAL ONDE SE DEIXA CRIANÇINHAS BRICAR É SER NEGLIGENTE !!!
 
joao fremiot lopes junior em 21/09/2012 03:41:08
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions