A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

23/12/2014 07:50

Polícia encontra faca que pode ter sido usada para matar casal de Maracaju

Luciana Brazil
A faca, que pode ter sido usada no crime, foi encontrada próxima aos corpos. (Foto: Dourados News)A faca, que pode ter sido usada no crime, foi encontrada próxima aos corpos. (Foto: Dourados News)

A Polícia Civil de Itaporã, a 227 quilômetros de Campo Grande, encontrou, ontem (22), a faca que pode ter sido usada para matar o casal Marcos Antônio Duarte Landrin, 39, e Vilma Santana Toldato, 33 anos. Eles foram encontrados por familiares, na noite do último sábado (20), em uma plantação. A arma estava próxima de onde os corpos foram achados, às margens da rodovia MS-157, em Itaporã. O delegado que investiga o caso acredita que o crime possa ser latrocínio, roubo seguido de morte.

Veja Mais
“A família está em choque”, diz irmão de vítima encontrada morta na MS-157
Casal desaparecido há uma semana é encontrado morto na MS-157

Segundo o site Dourados News, o delegado responsável pelo caso, Ricardo Bernadinelli, acredita que a faca, de aproximadamente 20 centímetros, semelhante aos talheres de cozinha, pode ser a arma usada para matar o casal.

“A perícia confirmou que Vilma foi morta com golpes de faca. Já com relação ao Marcos, o médico legista apontou a morte como causa indeterminada devido ao estado avançado de decomposição do corpo”, disse o delegado ao site Dourados News. Bernadinelli também afirmou que já foram descartadas as hipóteses para o uso de arma de fogo. “A suspeito é de Marcos também tenha sido morto a facadas”.

Apesar da possibilidade de latrocínio, a polícia não descarta outros motivos para o crime e diz que há informações sigilosas sobre o fato. Em entrevista ao site do interior, Bernadinelli afirmou que “ainda tem muita coisa por se fazer nas investigações para poder se chegar a uma conclusão, mas o que dá a impressão é que foi um latrocínio, um roubo mal sucedido, onde houve reação das vítimas e isso acabou ocasionando a morte delas. O carro deve ter sido queimado para encobrir vestígios, essa é uma hipótese que estamos trabalhando, mas isso ainda não foi confirmado”.

A perícia continua auxiliando nas investigações e pode ainda revelar novas pistas sobre o que aconteceu no dia do crime. Além disso, o delegado segue analisando as câmeras de seguranças e ouvindo familiares.

Caso- Marcos e Vilma desapareceram no domingo (14) à noite, após deixarem Dourados com destino a Maracaju, onde moram, municípios distantes a 233 e 160 quilômetros de Campo Grande, respectivamente. O carro das vítimas vítimas foi encontrado incendiado, em um estrada vicinal, no distrito de Carumbé, em Itaporã.

Por volta das 21 horas de domingo, o casal deixou a cidade de Dourados, depois de participar de uma confraternização na casa de parentes. O veículo foi achado incendiado por volta de meia noite.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions