A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 25 de Fevereiro de 2017

05/01/2011 11:21

Três Lagoas: Polícia investiga morte de criança de 10 anos em hospital

Ricardo Campos Jr.

Menina deu entrada com lesão no tornozelo

Criança passou mal na sala de Raio-X, tevem inchaço na perna e foi encaminhada à UTI. (Foto: Rádio Caçula)Criança passou mal na sala de Raio-X, tevem inchaço na perna e foi encaminhada à UTI. (Foto: Rádio Caçula)

A Polícia Civil de Três Lagoas investiga a morte de uma criança de 10 anos no hospital Auxiliadora que deu entrada no local com uma lesão no tornozelo. A vítima mora no abrigo Poço de Jacó e o boletim de ocorrência foi registrado pela psicóloga do local que levou a criança ao pronto socorro.

A ocorrência foi registrada às 20h40 de ontem (4) na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário).

De acordo com informações da Rádio Caçula, a mulher relatou que às 9h40 chegou ao pronto socorro com a menina. Por falta de ortopedistas no local houve demora no atendimento. A psicóloga levou a criança de volta ao abrigo para o almoço.

Às 12h45, segundo o relato, voltou ao hospital e a vitima foi encaminhada para a sala de Raio-X. Em seguida, a perna da menina começou a inchar, seguido de um mal estar pelo corpo. A vítima foi encaminhada para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

A psicóloga contou à Polícia que às 18h15 um dos médicos do hospital informou a respeito da morte.

A Polícia abriu inquérito para apurar as causas da morte. O corpo passará por exame necroscópico no Imol (Instituto Médico odontológico Legal).

(Com informações da Rádio Caçula)

Justiça absolve professor condenado a 61 anos por abuso sexual
O TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) absolveu o professor André Félix dos Reis, que havia sido condenado a 61 anos de prisão por estup...
Bêbada, mulher ameaça jogar própria filha na frente de veículos em avenida
Uma mulher de 26 anos, em visível estado de embriaguez, ameaçou matar a própria filha, de 4, jogando a criança na frente de veículos que passavam em ...
Jovem acaba espancado por bandidos ao tentar reagir a assalto em bar
Um jovem de 19 anos foi espancado por bandidos durante um assalto sofrido na madrugada deste sábado (25), em um bar de Três Lagoas (a 338km de Campo ...



infelismente temos que nos depararar com essa situação; o governantes querem dar entrevista dizendo que a saúde melhorou,só se for nos hospitais particulares é revoltante os adiministradores publicos não utilisam o sus como quem não usa vi saber o gosto que têm.
 
adair bonifacio ferreira pinto em 06/01/2011 08:34:57
Infelizmente, ainda vemos e a julgar pelo empenho dos administradores, e o compromisso dos profissionais de saúde, continuaremos a ver situações como esta, com certeza se houvesse atendimento adequado, o desfecho seria outro. E de nada adianta inquéritos e outros procedimentos, nunca encontram o responsável, e se encontram, não são aplicadas as sanções devidas.
 
francisco ojeda em 05/01/2011 12:09:33
É muito fácil fazer criticas e julgamentos, sem saber os fatos que desencadearam a morte da criança, que de fato é lamentável, mas precisa ser apurado primeiro...
 
juliana medina em 05/01/2011 11:10:31
O "buraco é mais embaixo". Antes de julgar a conduta destes profissionais ou suas consciências, vamos analisar a situção como um todo. Primeiramente, devemos nos perguntar: Porque a criança estava no abrigo? Onde estão os seus pais ou familiares? Na grande maioria desses casos, encontram-se pais e mães que não cuidam de seus filhos e os abandonam à própria sorte. Alguns "entendidos do assunto" dizem que o problema é da sociedade ou do governo, etc... Não é. É principalmente falta de responsabilidade pessoal de pais e mães omissos.
Outra pergunta: Porque não havia plantonista de ortopedia lá?
Quem controla o horário e local de atendimento destes profissionais? Quantos médicos atendem lá? Qual é a média diária de atendimentos para cada médico? Eu não sei. Alguém sabe? Vocês são médicos? A psicologa e eu também não somos. Algum de nós presenciamos a situação? A resposta é não. Então, para que "atirar pedras" nos outros se não conhecemos todos dos fatos?
 
daniel moura mayolino em 05/01/2011 04:31:38
Que vergonha, o que adianta sermos destaque nacional em geraçao de empregos sendo que o nosso sistema de saude é pessimo. Vamos ver se vai melhorar alguma coisa na saude tendo simone tebet como vice governadora. Afinal ela é tres-lagoense.
 
odeir de mello em 05/01/2011 03:48:35
isso é revoltante deixar uma criança morrer por um bando de inrespónsavel de animal que me desculpe os animais por? que vc psicóloga não registrou um BO, por?que negligência e omissão de socorro é crime a senhora sábia? não parece, tbm a criança era de abrigo? nâo, era sua filha é ném dos médicos plantonistas?me desculpe por chama-la de psicóloga é os outros de médicos, p/ mim sâo assasinos, deveriam estar na cadeia!!!
 
Norma Regina Teixeira em 05/01/2011 02:42:53
É lamentável, ler esta matéria, esse é o verdadeiro descaso, a vida humana, e pior de uma criança, sem pai sem mãe, vivendo em abrigo, fica a incócnita, será que se tivesse com os pais,eles não lutariam com mais rigor, pela sua frágil vida? Sabemos que esta criança está com DEUS, mas e essas pessoas q lhe deixaram de prestar socorro, o q será delas? como fica a conciÊncia delas? Um dia, a recompensa vem... Não gostaria de estar na pele deles...
 
Adriana de Mendonça Pedra em 05/01/2011 01:39:08
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions