A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

12/03/2015 16:23

Polícia Militar terá homens infiltrados em protesto para evitar tumultos

Helio de Freitas, de Dourados
Praça Antonio João, no centro de Dourados, será palco de protestos contra impostos e corrupção, domingo (Foto: Divulgação/A. Frota)Praça Antonio João, no centro de Dourados, será palco de protestos contra impostos e corrupção, domingo (Foto: Divulgação/A. Frota)

A Polícia Militar terá efetivo máximo nas ruas de Dourados para acompanhar o protesto nacional que acontece domingo à tarde. Policiais à paisana vão trabalhar infiltrados entre os manifestantes para evitar eventuais tumultos. Na segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul, o ato é liderado pela Associação Comercial e Empresarial, a Aced, que está mobilizando a população a participar do protesto “por um Brasil com menos impostos e sem corrupção”.

Veja Mais
Associação Comercial reúne entidades para organizar protesto de domingo
Deputados de partidos aliados à Dilma apoiam protesto em MS

“Colocaremos o efetivo máximo nas ruas para prevenir qualquer situação irregular. Atuaremos com PMs à paisana para identificar possíveis arruaceiros ou pessoas que poderiam causar tumultos. Teremos uma tropa preparada para atender distúrbios e ainda atuaremos com 90 policiais fardados na prevenção de delitos. Acreditamos que o ato seja pacífico, mas estaremos preparados para qualquer eventualidade”, afirmou ao Campo Grande News o comandante do 3º Batalhão da Polícia Militar, tenente-coronel Carlos Silva.

Em Dourados, movimento iniciado pelas redes sociais vai começar na Praça Antônio João, no centro. Os manifestantes vão se concentrar na praça e depois seguir a pé pela Aenida Marcelino Pires até a “Igreja do Relógio”, no cruzamento com a rua Dr. Camilo Hermelindo da Silva. Camisetas serão distribuídas aos participantes.

De acordo com o presidente da Associação Comercial, Antônio Nogueira, a mobilização realizada em Dourados representa a indignação do povo brasileiro diante do “estado caótico” em que se encontra o país. “Nossa luta é por menos impostos, menos corrupção e mais desenvolvimento para o nosso país”.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions