A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

27/06/2014 17:43

Polícia não tem pistas de dupla que executou dono de bar

Mariana Lopes
Movimentação em frente a bar onde aconteceu o crime. (Foto: Site AM570)Movimentação em frente a bar onde aconteceu o crime. (Foto: Site AM570)

A Polícia Civil ouviu, nesta sexta-feira (27), testemunhas do assassinato do comerciante Waner Barbosa Medina, 36 anos. Ele foi morto a tiros na noite de ontem (26), dentro do bar no qual era sócio-proprietário, localizado na rua Pedro Angelo da Rosa, no bairro Boa Vista, em Ponta Porã, cidade distante 323 quilômetros de Campo Grande.

Veja Mais
Dupla encapuzada em veículo executa dono de bar com 12 tiros
Justiça determina instalação de rede de esgoto em Nova Alvorada do Sul

Segundo o delegado, não há imagens de câmeras de segurança para contribuir com as investigações e também não há informações sobre a placa do carro que os assassinos estavam. Por enquanto, a polícia descarta acerto de contas, mas não revelou se o comerciante tinha passagens criminais.

As testemunhas relataram a sequência do crime. Segundo o delegado responsável pelo caso, Nilmar Manfrin da Silva, os depoimentos apontaram que dois homens encapuzados desceram de um carro que parou em frente ao bar e entraram no estabelecimento atirando em direção ao comerciante.

Ainda conforme os relatos das testemunhas, Waner tentou correr para os fundos do bar e se esconder atrás do balcão, mas os tiros acertaram o comerciante. Segundo o delegado, a perícia encontrou sete cápsulas de munição no local e ainda não há informação de quantos tiros acertaram a vítima.

Algumas pessoas que estavam no local do crime disseram ao jornal Brasiguaionews que ouviram aproximadamente 12 tiros na noite de ontem. O corpo do comerciante caiu em cima de engradados de cerveja.

Contudo, o delegado Manfrin afirma que o fato de os assassinos estarem encapuzados dificulta o trabalho de investigação da polícia e identificar os autores. Até agora, nenhum suspeito foi preso. A Polícia Civil passou a tarde em diligências por Ponta Porã.

 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions