A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

22/06/2012 07:29

Operação da Polícia Civil e Enersul combate furto de energia em Corumbá

Francisco Júnior
Delegado Gustavo Bueno em entrevista sobre a operação. (Foto: Ricardo Albertoni/Diário Online)Delegado Gustavo Bueno em entrevista sobre a operação. (Foto: Ricardo Albertoni/Diário Online)

Uma operação conjunta entre a Polícia Civil de Corumbá e a Enersul, empresa de fornecimento de energia elétrica em Mato Grosso do Sul, foi deflagrada nesta quinta-feira (21) para combater o furto de energia no município.

Veja Mais
Justiça determina instalação de rede de esgoto em Nova Alvorada do Sul
Pistoleiro morre baleado durante confronto com a polícia do Paraguai

De acordo com o site Diário Online, acompanhados de policiais, técnicos da empresa vistoriaram imóveis suspeitos em vários pontos, envolvendo desde a área central até os bairros.

Segundo o delegado titular do 1º Distrito Policial de Corumbá, Gustavo Bueno, a relação de imóveis suspeitos inclui 60 prédios. Até a tarde desta quinta-feira, 20 pessoas foram levadas para a delegacia onde foram ouvidas. Cinco delas foram autuadas em flagrante, porém pagaram fiança e responderão processo em liberdade.

Conforme levantamento repassado pela autoridade policial, por ano, Corumbá registra prejuízos de 14 milhões de reais com o furto de energia. Com esse montante, o Estado deixa de arrecadar R$ 5 milhões em ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços).

E os prejuízos não param por aí. De acordo com o delegado Gustavo, "os gatos" geram, para o cidadão comum, uma taxação maior na conta e, para os comerciantes, a concorrência desleal.

O delegado também destacou que a operação, tem o intuito de orientar as pessoas sobre a gravidade de um ato que, é visto por alguns, como uma situação corriqueira. (Com informações do site Diário Online)

Justiça determina instalação de rede de esgoto em Nova Alvorada do Sul
A Sanesul e a prefeitura de Nova Alvorada do Sul - cidade localizada a 120 km de Campo Grande - terão que criar no município rede coletora e estação ...
Médico nega que tenha abandonado pacientes e diz que foi autorizado a sair
O médico Carlos José da Costa Duran, de 41 anos, nega que tenha abandonado o plantão no hospital e maternidade Idimaque Paes Ferreira, o único em Rio...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions