A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

03/05/2014 09:50

Polícia ouve cinco testemunhas e mantém investigação de tragédia

Edivaldo Bitencourt
Fogo destruiu totalmente estabelecimento comercial na fronteira com o Paraguai (Foto: Marizete Espíndola)Fogo destruiu totalmente estabelecimento comercial na fronteira com o Paraguai (Foto: Marizete Espíndola)

A Polícia Civil de Coronel Sapucaia, a 400 quilômetros da Capital, mantém as investigações e não descarta nenhuma hipótese para o incêndio ocorrido na manhã de ontem, que matou seis pessoas, incluindo-se três crianças. A causa da tragédia continua um mistério e pode até ser criminosa.

Veja Mais
Polícia não tem prazo para liberar corpos de 6 vítimas de incêndio
Causa de incêndio que matou 3 adultos e 3 crianças intriga a polícia

O delegado Leandro Costa de Lacerda Azevedo ouviu cinco testemunhas e familiares das vítimas. O único sobrevivente foi o mecânico Edson Silva, 34 anos, marido de Vanussa dos Santos, 22, e pai de dois dos três filhos dela, Sabrina dos Santos, 4, e Stefani dos Santos, de 10 meses.

A conveniência já foi assaltada sete vezes, segundo Silva. No entanto, a Polícia investiga duas hipóteses para o incêndio: acidental ou criminosa. De acordo com agentes da delegacia da cidade, nenhuma hipótese está descartada.

O delegado continua realizando investigações sobre o caso na manhã de hoje e aguarda os laudos da perícia de Ponta Porã. Os corpos foram encaminhados para o IMOL (Instituto Médico e Odontológico Legal) ponta-poranense. A identificação das vítimas, que ficaram carbonizadas, pode levar, no mínimo, uma semana.

O fogo destruiu a conveniência e matou a proprietária, Rosângela dos Santos, 50, os filhos, Alejandro dos Santos, 22, e Vanussa, 26, e os netos, Thiago, 10, Sabrina, 4, e Stefani, 10 meses.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions