A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

22/07/2011 08:47

Polícia prende acusado de mandar matar filho de policial militar

Vinícius Squinelo

Comerciante teria oferecido R$ 4 mil para dois homens assassinarem pai e filho

Uma ação conjunta envolvendo policiais civis e militares resultou na prisão, no final da tarde de ontem, do comerciante Romeu Soares da Silva, de 34 anos, acusado de ser o mandante do assassinato do filho de um policial militar aposentado, e de mandar matar o próprio pai da vítima, fatos ocorridos em Eldorado, no extremo sul de Mato Grosso do Sul.

Segundo informações do site A Gazeta News, de posse de mandado de prisão expedido pela Justiça, as equipes da Polícia se deslocaram até a residência do suposto autor que, segundo a polícia, teria tentado fugir ao ver a chegada dos policiais, mas acabou preso.

A polícia chegou até Romeu Soares da Silva, que seria proprietário de um bar em Eldorado após a prisão, na semana passada, de dois homens acusados de “pistolagem”.

Ao serem presos José Renato Falkimbak, de 25 anos e Mauricio Gomes de Almeida, o “Léo”, de 36 anos, confessaram terem executado, em junho, o filho do policial militar aposentando, Júnior Alves Andrade, de 18 anos, e apontaram o comerciante Romeu da Silva como sendo o mandante do crime.

Em depoimento na Delegacia, Léo e Falkimbak também teriam relatado que receberiam R$ 4 mil de Romeu para assassinar também o pai do rapaz.

O crime só não aconteceu porque José Renato Falkimbak, responsável pela execução, teria se atrapalhado na hora da emboscada ao policial.

O fato ocorreu na noite do dia 14 de junho, quando Falkimbak teria marcado um encontro com o pai de Júnior Alves Andrade para passar supostas informações sobre os possíveis assassinos de seu filho.

O encontro, que na realidade seria uma armadilha para assassinar o policial aposentado, aconteceu às margens do Rio Iguatemi, na região de Eldorado, mas ao se aproximar da vítima, José Renato Falkimbak, teria caído com a moto que conduzia, foi quando o policial notou que ele estava armado.

Detido pelo próprio PM aposentado, Falkimbak foi trazido e entregue as forças policiais da ativa em Eldorado, foi quando teria confessado toda a trama entorno do crime e apontado os cúmplices, notícias confirmadas posteriormente pelo outro acusado de envolvimento no crime de pistolagem, Mauricio Gomes de Almeida, o “Léo”.

Léo e José Renato Falkimbak estão presos na cadeia pública de Eldorado e a polícia trabalha agora para tentar descobrir possíveis participações em outros crimes de execução ocorridos recentemente na cidade e na região.

Homem tem pescoço cortado e é encontrado morto em rodoviária
Diones Luiz Pedrosa Farias, 21, foi encontrado morto com o pescoço cortado com uma faca, na rodoviária de Amambai, distante 366 km de Campo Grande, n...
Boliviana indiciada após tragédia com voo da Chape pede refúgio em MS
A boliviana Celia Castedo Monasterio, indiciada pelo Ministério Público de seu país por ter autorizado o plano de voo da Chapecoense, com saída em Sa...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions