A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

28/02/2015 08:43

Polícia prende acusado de matar açougueiro por volume de televisão

Mariana Rodrigues
O motivo do crime seria o alto volume de um televisor que estava incomodando o açougueiro. Foto: (Edivelton Kologi)O motivo do crime seria o alto volume de um televisor que estava incomodando o açougueiro. Foto: (Edivelton Kologi)

Policiais do setor do SIG (Setor de Investigações Gerais) de Três Lagoas – distante 338 quilômetros de Campo Grande, levaram menos de 72 horas para esclarecer um homicídio ocorrido na última quarta-feira (25). Segundo informações do delegado Ailton Pereira de Freitas, o motivo seria o alto volume de um televisor que estava incomodando o açougueiro. A vítima fatal identificada como Júlio Maciel, de 39 anos, trabalhava como açougueiro e foi morto pelo colega de quarto José Ricardo Brito Silva, de 35 anos, após ter tido uma briga pelo volume da televisão.

Veja Mais
Travesti foi morta há pelo menos dois dias, diz polícia
Polícia procura homem de 28 anos que matou para vingar furto de celular

Segundo informações do site Três Lagoas Notícias, em seu depoimento o suspeito disse que no dia da briga, ambos estavam na casa onde moravam - na mesma região onde ocorreu o crime - e seu amigo estava sob efeito de álcool quando disse que iria matá-lo. A partir daí, o crime foi premeditado pelo acusado e horas antes do crime, o matador chamou o amigo para beber em um bar na Rua Antonio Estevan Leal.

Ambos seguiam a pé para a residência em que moravam, quando o acusado, sob efeito de álcool, se escondeu em um matagal e ao notar que o amigo havia passado por ele, se apossou de um pedaço de pau e desferiu vários golpes contra a cabeça do açougueiro que caiu desacordado.

O acusado ainda pegou uma pedra e desferiu três golpes mortais contra a cabeça da vítima, que morreu no local. Mesmo com o crime bárbaro que havia cometido, o assassino foi embora e trabalhou normalmente no outro dia em uma loja de materiais de construção na área central da cidade.

Policiais ouviram a versão do suspeito no dia anterior ao crime, e como caiu em contradições, ficou sendo o principal suspeito da polícia, que logo pediu a Justiça um mandado de prisão preventivo para pender o principal suspeito do assassinato.

Na tarde de ontem (27), José Ricardo Brito Silva recebeu voz de prisão e logo confessou o homicídio, sendo autuado em flagrante pelo respectivo delito. Ainda neste final de semana, o homem será levado para o Presídio Masculino da cidade.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions