A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 17 de Janeiro de 2017

24/06/2013 10:09

Polícia prende sequestrador e resgata empresário paranaense em Mundo Novo

Ângela Kempfer
Pajero foi recuperada em estrada vicinal. (Foto Divulgação) Pajero foi recuperada em estrada vicinal. (Foto Divulgação)

Sequestrado no Paraná na madrugada de sábado, um empresário de Maringá só foi resgatado pela Polícia Federal em Mato Grosso do Sul, depois de perseguição e troca de tiros.

Veja Mais
Incêndio em lavoura de cana se espalha e atinge acampamento de sem-terra
Mulheres são presas com 3 mil maços de cigarros contrabandeados em rodovia

O crime acabou descoberto em barreira policial montada em Mundo Novo. Os policiais desconfiaram do motorista de um veículo Pajero Full, após ele fazer um retorno brusco na rodovia.

A camionete saiu em alta velocidade e foi perseguida por cerca de 15 minutos, até parar perto do posto da Receita Federal em Mundo Novo, quando o motorista pulou do carro em movimento.

O condutor entrou em um matagal, atirou contra os policiais e conseguiu escapar. Outro envolvido no sequestro estava no banco de passageiro e foi preso.

O homem tem 33 anos e estava com um revólver Taurus de calibre 38, além de munição de origem estrangeira. Em depoimento, ele disse que cada envolvido no crime receberia R$ 3 mil pelo veículo roubado.

Nenhum nome foi divulgado, nem dos bandidos, nem do empresário de 53 anos. A vítima foi encontrada amarrada em fios elétricos no banco traseiro do veículo.

Ele contou que foi surpreendido por 3 homens armados por volta de 1h, quando estava em fazenda da família em Santa Isabel do Ivaí (PR) . Um deles usava uma escopeta.

Depois de render o empresário, os bandidos pediram dinheiro e armas. Ao recolherem tudo que podiam, o grupo amarrou a vítima e tentava levar o carro para atravessar a fronteira com o Paraguai. Havia até um colchão na camionete, que segundo a Polícia serviria para cativeiro do empresário.

O empresário só foi resgatado porque a Polícia Federal fazia blitz em estrada de terra vicinal, conhecida como “cabriteira”, usada para tráfico de drogas.

Segundo a a Polícia Civil do Paraná, o grupo pode ser o mesmo a mesma quadrilha de assaltantes que vem agindo na região de Paranavaí e Luanda.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions