A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

01/06/2015 14:27

Polícia procura por suspeitos de envolvimento na morte de radialista

Liana Feitosa
Radialista havia se mudado para Brasilândia há pouco tempo. (Foto: TL Notícias)Radialista havia se mudado para Brasilândia há pouco tempo. (Foto: TL Notícias)

A polícia está à procura de suspeitos de envolvimento no crime que resultou na morte do radialista Deivid Silva, em Brasilândia, a 355 quilômetros de Campo Grande. Ele morreu por volta das 17h20 deste domingo (31), no Hospital Auxiliadora, em Três Lagoas, depois de ser baleado na cabeça em assalto à uma residência.

Veja Mais
Radialista morre após ser baleado na cabeça durante assalto
Comércio de Ponta Porã funcionará em horário especial neste fim de ano

"Muitas informações são mantidas em sigilo para não atrapalhar as investigações, mas a polícia já está realizando diligências para encontrar pessoas que podem ter envolvimento com o crime. Não descartamos nenhuma hipótese", disse ao Campo Grande News o delegado Rodrigo Alencar Machado Camapum, que comanda as investigações.

"Assim que fomos informados do crime fomos até o local e realizamos levantamentos e exames periciais, inclusive em um veículo que foi abandonado na cidade de Nova Andradina", explica.

De acordo com o delegado, as informações iniciais são de que duas pessoas praticaram o assalto, mas tudo indica que outras estão envolvidas no planejamento da ação criminosa.

Parte das vítimas já prestaram depoimento, mas essa parte das investigações foi suspensa momentaneamente devido ao velório e enterro do radialista. Familiares também serão chamados para dar informações à polícia.

Caso - De acordo com Camapum, os dois bandidos invadiram o local por volta de 1h30 da manhã de domingo (31). No local estavam cinco pessoas. Inicialmente, três foram rendidas e, depois, outras duas que estavam dormindo. Mais tarde, uma sexta pessoa chegou no local e também foi rendida, totalizando seis vítimas.

"A ação durou cerca de 3h, finalizando pouco depois das 4h da manhã. O disparo foi feito no final da ação. Os indícios são de que o radialista não reagiu ao assalto, ainda não sabemos o motivo do disparo contra ele", pontua o delegado.

Em Três Lagoas, Silva trabalhou na emissora Rádio Caçula e na sucursal do SBT da cidade, mas, atualmente, atuava como radialista em Brasilândia, na FM 87,9. 

Comércio de Ponta Porã funcionará em horário especial neste fim de ano
O comércio de Ponta Porã - cidade localizada a 323 km de Campo Grande - irá funcionar em horário especial neste fim de ano. Os horários e dias foram ...
MPF entra com ação para garantir pesca e extração à comunidade ribeirinha
Foi ajuizada ação civil pública pelo MPF (Ministério Público Federal) para garantir o direito a pesca de subsistência e extrativismo sustentável da c...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions