A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 25 de Fevereiro de 2017

28/01/2011 10:08

DAM de Três Lagoas registra dois casos de estupro envolvendo crianças em apenas 1 semana

Ricardo Campos Jr.

Nos dois casos as vítimas foram abusadas pelos padrastos

Em apenas uma semana a DAM (Delegacia de Apoio à Mulher) de Três Lagoas, cidade localizada a 338 quilômetros de Campo Grande, registrou duas denúncias de estupro envolvendo crianças. Nas duas ocorrências os suspeitos eram padrastos das vítimas e um deles foi preso.

Segundo informações da Polícia, a primeira denúncia foi na última segunda-feira (24). No dia anterior, a mãe da vítima flagrou o acusado, um homem de 37 anos, saindo do quarto da filha durante a madrugada e foi conversar com a menina, que contou a respeito dos abusos. Na noite do mesmo dia, a mulher questionou o próprio padrasto da vítima, que também confessou os estupros.

A mulher bateu no suspeito que acabou fugindo. Na manhã do dia seguinte ela chamou a Polícia quando ele retornou à residência para buscar as coisas e fugir. Preso, confessou o crime durante depoimento. Foi decretada prisão preventiva. O acusado foi levado até o presídio de Três Lagoas.

A menina disse aos policiais que não contou a respeito dos abusos para a mãe com medo de que ela não acreditasse.

O segundo caso foi denunciado ontem (27). Uma menina de 13 anos vinha sendo estuprada pelo padrasto desde os 11. De acordo com informações da Polícia, a vítima chegou a engravidar, foi obrigada a mentir para a família que o pai era um colega e a mando do acusado fez um aborto.

Para a Polícia, a mãe da criança era conivente com o crie. A mulher estava separada do padrasto da filha, mas permitia que a menina o visitasse, dormisse na casa dele e sabia que os dois dividiam a cama durante a noite. Entretanto, ela disse à Polícia que não sabia dos abusos.

A criança disse à Polícia que o suspeito ameaçava estuprar a irmã de 8 anos dela caso contasse a respeito do crime para alguém.

Segundo informações da DAM, os dois casos foram registrados como estupro e os acusados indiciados. De acordo com dados da delegacia, somente no ano passado foram registrados 45 casos de estupro de vulnerável da cidade.

Apuração no HR conclui que não houve 'falha ética' em mortes no local
Uma investigação interna realizada pela direção do HR (Hospital Regional) de Ponta Porã - cidade localizada a 323 km de Campo Grande para apurar a mo...
Carreta da Justiça oferecerá serviços a partir do próximo dia 13
Carreta da Justiça, programa do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) que oferece serviços do judiciário de forma gratuita, chegará ao mun...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions