A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

25/11/2014 12:29

Polícia suspende busca a corpo de pecuarista assassinado e jogado em rio

Caroline Maldonado

Depois da reconstituição do assassinato do pecuarista Péricles da Costa Marques, em Aquidauana, a 135 quilômetros de Campo Grande, a Polícia Civil suspendeu as buscas ao corpo, que segundo envolvidos no crime, foi jogado no Rio Vermelho. Elias Silva Calvis, 38 anos, e a esposa Eli Rosa Milton Paes, 40 anos confessaram participação no latrocínio, ocorrido na quinta-feira (13).

Veja Mais
Polícia prende 2 e mata um dos 3 acusados de roubar e assassinar pecuarista
Motorista embriagado atropela ciclista e foge sem prestar socorro

Durante a perseguição aos acusados, na semana passada, outro suspeito, Salvador Gomes dos Santos, 36 anos, foi morto ao trocar tiros com a polícia. Na reconstituição, de acordo com o delegado Antônio Souza Ribas Júnior, Elias e a esposa disseram que Salvador matou Péricles com quatro tiros e abriu a o corpo da vítima na altura da barriga, com intenção de facilitar que o mesmo fosse devorado por piranhas.

Elias disse ainda que os três estavam embriagados e ele e a esposa tiveram participação apenas no roubo de pertences da vítima e no transporte do corpo até o rio, feito no trator do fazendeiro. O motivo, segundo Elias, foi a desavença de Salvador com o patrão.

O delegado que segue investigando o caso, acredita que desentendimentos entre Salvador e a vítima não devem ter sido a única motivação do crime. “Acredito que os assassinos sabiam que tinha armas na fazenda e queriam roubá-las e não que o crime tenha ocorrido por conta de uma discussão ou outra. A discussão seria só estopim”, disse o delegado.

A polícia deve retomar buscas apenas no caso do surgimento de uma nova informação que dê novas pistas. “Até a semana passada, fizemos buscas na região do Abobral, onde o Elias disse que o corpo foi jogado. Percorremos o trajeto que eles fizeram da fazenda até o rio e buscamos também no rio. É difícil que o corpo seja encontrado, pelo que o autor falou que teria sido aberto. O rio é infestado de piranhas, então além do corpo não boiar a piranha come muito rápido e o que sobra é osso, que pode afundar na areia do rio”, explicou o delegado.

Conforme o delegado, Salvador foi autor de dois homicídios e estava evadido do presídio semiaberto. Já os outros dois envolvidos no crime não têm passagens pela polícia.

Polícia prende 2 e mata um dos 3 acusados de roubar e assassinar pecuarista
Elias Silva Calvis, 38, e Eli Rosa Milton Paes, 40, são acusados de envolvimento na morte de um pecuarista de Aquidauana - distante 135 km de Campo G...
Motorista embriagado atropela ciclista e foge sem prestar socorro
Guinovaldo Aguiar Gama, de 53 anos, foi preso em flagrante depois de ter atropelado um ciclista na região central de Itaporã, 227 quilômetros de Camp...
Rapaz foge de policial a paisana e abandona mochila com 18 kg de droga
Homem fugiu deixando uma mochila com 18 quilos de maconha, depois de ser abordado esta manhã (10) por um policial a paisana na rodoviária de Ponta Po...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions