A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 22 de Fevereiro de 2017

27/03/2015 16:04

Policiais fazem operação de 24 horas para coibir crimes na fronteira

Priscilla Peres
Policiais estão reunidos em três cidades para coibir crimes. (Foto: Divulgação)Policiais estão reunidos em três cidades para coibir crimes. (Foto: Divulgação)
As ações serão realizadas nas áreas urbanas e rurais dos municípios. (Foto: Divulgação)As ações serão realizadas nas áreas urbanas e rurais dos municípios. (Foto: Divulgação)

Por pelo menos 24 horas, policiais de várias forças coordenados pelo GGIFRON (Gabinete de Gestão Integrada de Fronteira), vão reforçar a segurança de municípios que fazem fronteira com o Paraguai. O objetivo é enfrentar e coibir crimes que acontecem com frequência nesta região.

A Operação Integrada foi organizada após reuniões reunião com base em dados estatísticos da Sejusp/MS (Secretaria de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul), que mostraram a necessidade de priorizar das ações nos municípios de Ponta Porã, Amambai e Coronel Sapucaia.

As ações serão realizadas nas áreas urbanas e rurais dos municípios, onde serão efetuadas fiscalização de trânsito, fiscalização aduaneira, blitzes, barreiras, fiscalização no comércio, além de cumprimento de mandados. Recentemente, o gabinete de fronteira realizou Operações nos polos de Jardim e Corumbá, de acordo com o planejamento que foi feito para o ano em curso.

Participam da Operação os integrantes do Gabinete de Gestão Integrada de Fronteira, do Exército Brasileiro, Receita Federal, Polícia Rodoviária Federal, Força Nacional, Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Militar Rodoviária, DOF e integrantes da Secretaria Municipal de Segurança Pública de Ponta Porã.

O Gabinete de Gestão Integrada de Fronteira foi instituído pelo Decreto Federal 7496, de 8 de Junho de 2011 e faz parte da Estratégia Nacional de Fronteira (ENAFRON), que visa o enfrentamento aos crimes transfronteiriços ou transnacionais e hoje conta com 4 polos estrategicamente instalados nos municípios de Corumbá, Ponta Porã, Naviraí e Jardim.

Prefeitura perde na Justiça e terá que pagar retroativos a professores
Em decisão tomada por unanimidade pelos desembargadores da 1ª Câmara Cível do TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), a prefeitura de Ivin...
Após relato sobre caça e extração ilegal de madeira, PMA apreende arma
Após receber denúncias de extração ilegal de madeira e caça ilegal sendo praticadas em Ivinhema - município localizado a 282 km de Campo Grande -, um...
Falso médico é acusado de matar paciente em hospital do interior
O MPE (Ministério Público Estadual) denunciou à Justiça e pediu a prisão do falso médico Marx Honorato Ortiz. Ele teria atuado no Hospital Municipal ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions