A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

24/09/2012 17:50

Policiais tiveram que atirar em cães para chegar a corpo de trabalhador atacado

Gabriel Neris
Walter trabalhava numa empresa terceirizada que prestava serviços a Enersul (Foto: Facebook)Walter trabalhava numa empresa terceirizada que prestava serviços a Enersul (Foto: Facebook)

Os dois cães que atacaram o trabalhador Walter Vicente Rodrigues, 54 anos, foram mortos pelos policiais militares que atenderam a ocorrência, no distrito de Culturama, em Fátima do Sul, localizado a 246 km de Campo Grande. A informação é do delegado João Francisco Silgueiros.

Veja Mais
Cachorros matam trabalhador em distrito de Fátima do Sul
PRF apreende carreta com 250 kg de agrotóxicos contrabandeados do Uruguai

De acordo com o delegado, os cães, dois vira-latas, tiveram que ser sacrificados para que os policiais pudessem chegar ao corpo do trabalhador. Walter, que também era presidente municipal do PSL, era funcionário de uma empresa terceirizada que presta serviço a concessionária de energia Enersul.

Ele fazia mediação de energia elétrica no relógio do sítio Alto Alegre quando foi atacado pelos cães. Segundo o delegado, ainda havia um terceiro cão no local que não participou do ataque.

De acordo com o site Fátima News, não havia ninguém na residência no momento do ataque. Walter deixou a motocicleta estacionada no quintal do sítio. Ele ainda correu cerca de 100 metros em direção à porteira, mas caiu no caminho.

O dono da casa, José Gonçalves Cardoso, disse ao Fátima News que não estava no local, e afirmou que os animais nunca atacaram alguém desta maneira. Segundo ele, na porteira existe uma placa alertando sobre a presença dos cães de guarda.

O corpo de Walter foi encaminhado para o IML (Instituto Médico Legal) de Dourados. O delegado afirmou que os donos da residência serão ouvidos até quarta-feira (26).

A assessoria de imprensa da Enersul informou que os clientes são orientados para que não criem impedimentos de leitura do relógio de energia.

A empresa ressalta que os cães, quando soltos, se tornam uma forma de impedimento, já que existe um calendário anual com as datas previstas de visitação do leitor de energia. De acordo com a assessoria da Enersul, Walter tomou os procedimentos corretos para efetuar a leitura de energia.

Cachorros matam trabalhador em distrito de Fátima do Sul
Vítima fazia medição de energia quando foi atacada por cãesCachorros mataram o trabalhador Walter Rodrigues, 54 anos, na manhã desta segunda-feira, ...
Autores de 'arrastão' são presos após perseguição de moto; veja o vídeo
"Desculpem os palavrões, mas há situações em que a gentileza não é prioridade". Assim a Getam (Grupamento Especial Tático de Motos) publicou nesta qu...



Sinto pela morte do trabalhador.
Por outro lado, os animais estavam protegendo seu território. Contrário do ser humano, que mata por motivo fútil ou para roubar.
Pena, que a polícia nunca esta preparada para esse tipo de ocorrência, se estivessem com tranquilizante, evitaria a morte dos cães(QUE SÃO VIDAS TBÉM).
Faenda e sítio é diferente de cidade, nossos animais transitam livremente.
 
Neyde de Oliveira em 25/09/2012 09:17:35
Lamento a morte do trabalhador, porém penso que o dono do animal e o unico culpado pela tragédia, porque o animal so obedece aquilo que foi ensinado, então os cães são apenas vítimas, que também pagou o seu erro com a propria vida.
 
noemi pedro em 25/09/2012 07:31:03
O animal em si tem seu extinto aflorado devido à forma, que o mesmo foi adestrado e pelo obvio diante dessa situação sou contra maltratar animais, mas provavelmente sacrifica-los fora o único método eficaz para ter acesso ao Corpo.
Infelizmente mais uma vida se perdeu, e somente Deus pode confortar a família diante de uma dor indescritível como essa a perda de alguém que se ama!
 
Jady benitez em 25/09/2012 07:29:55
na cidade vc cria cães em seu quintal e deve mante-lo fechado, se no sitio havia uma porteira e o local era cercado, isso se caracteriza como quintal, embora seja lamentável a morte de um trabalhador nessas circunstancias, os cães não o atacaram na estrada e sim no interior da propriedade.
 
luiz de almeida em 25/09/2012 03:36:33
Lamento pela perca da família do Sr.º Walter, mas só se adentra a uma residência com a permissão do dono, nesse caso o padrão ficava a 100mt da porteira da fazenda, se ele chamou e não veio ninguém, deveria voltar em outra ocasião. Os cachorros só fizeram o trabalho deles, que é proteger a propriedade. Garanto que se fosse um ladrão não haveriam tantos julgamentos contra os animais.
 
Sergio Padilha em 25/09/2012 03:04:06
Se cães têm posto de guarda, os donos do sítio deveria dar livre acesso ao padrão... absurdo essas coisas acontecerem.. bem vindos ao Brasil.
 
Rodrigo Araújo em 24/09/2012 07:47:34
gostaria de saber seu modo de pensar senhor Allan Quevedo se fosse um parente seu
 
agostinho filho em 24/09/2012 06:37:31
Será que são pitbuls, escaparam de sua casa?? Infelizmente o acontecido ;Lamentamos a morte do sr. Walter por ser um trabalhador; Mas os cachorros morreram em seu posto de guarda !! coitados estavam no lugar errado ; É uma pena que eles NÃO tem nenhum parentesco com a sabedoria de ser humano;Talvez se eles tivessem assaltando, matando os outros p roubar, ou traficando eles escapariam ,só ia preso
 
Allan Quevedo em 24/09/2012 06:26:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions