A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

28/11/2016 19:14

Por causa do calor, alunos da UFMS terão aulas em escola municipal

Colégio da prefeitura é climatizado; transferência de estudantes acontece após intervenção do MPF

Nyelder Rodrigues
Parceria foi oficializada na última sexta-feira (Foto: Kleverton Velasques/Divulgação PMC)Parceria foi oficializada na última sexta-feira (Foto: Kleverton Velasques/Divulgação PMC)

A Escola Municipal Delcídio do Amaral, em Corumbá - cidade localizada a 419 km de Campo Grande -, vai receber até o dia 17 de dezembro 160 estudantes do campus Pantanal da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul). O motivo da transferência é o calor e falta de climatização das salas da unidade.

Veja Mais
MPF cobra solução para amenizar calor dentro das salas da UFMS
Europeus querem boicote à soja por genocídio indígena, diz deputado

A UFMS de Corumbá foi notificada pelo MPF (Ministério Público Federal) por não ter solucionado o problema de falta de climatização adequada para os alunos do período noturno. Por isso, a solução temporária encontrada foi a transferência das aulas para alguma escola da região.

Conforme o diretor da UFMs na cidade, Edgar Aparecido da Costa, a única escola nas proximidades do campus Pantanal - avenida Rio Branco - que atendeu as necessidades impostas pela notificação foi a Delcídio do Amaral, que foi climatizada pela prefeita em ação dentro do projeto Bons Ventos, executado desde 2013.

"Buscamos essa parceria com outras escolas da Rede Estadual que ficam na mesma região, mas elas não atendiam a necessidade justamente por não possuírem ar-condicionado", explica, acrescentando ainda detalhes sobre a situação.

"Tivemos um azar enorme no ano passado. Conseguimos recursos para aquisição dos aparelhos de ar condicionado e compramos 80 unidades. Na hora da entrega, a empresa alegou que não tinha condições de entregar os aparelhos por aquele valor. Tínhamos contrato, tínhamos uma licitação e cobramos a empresa, mas ela acabou decretando falência", frisa Edgar.

Diante de tal contratempo, o recurso acabou voltando para União e o campus Pantanal perdeu a verba. "Neste ano nós novamente conseguimos adquirir os aparelhos, agora foram 73, por conta do aumento de preços. A empresa tem 60 dias para entregar. Até lá a gente não consegue remanejar as aulas, principalmente no período noturno", revela o diretor.

Ao todo, serão usadas oito salas de aulas na Escola Municipal Delcídio do Amaral. Segundo o MPF, 15 salas onde são ministrados os cursos de Administração, Direito, Ciências Contábeis e História enfrentam o problema de falta de climatização, por causa de aparelhos defeituosos ou quebrados.

MPF cobra solução para amenizar calor dentro das salas da UFMS
O MPF (Ministério Público Federal) em Corumbá - município distante 419 Km de Campo Grande recomendou à administração da UFMS (Universidade Federal de...
Jovens são rendidos em frente de casa por dupla armada durante a madrugada
Três jovens, todos com 21 anos, foram rendidos enquanto estavam em frente de casa por dois ladrões armados, que chegaram a pé. Eles foram obrigados a...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions