A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

23/02/2015 13:03

Por falta de ônibus escolar, 60 crianças da zona rural perdem 1° dia de aulas

Liana Feitosa e Viviane Oliveira

Moradores da zona rural de Corguinho, cidade a 88 quilômetros de Campo Grande, estão sem transporte escolar cedido pela prefeitura do município. Um morador da região rural de 47 anos, que prefere não se identificar, afirma que cerca de 60 crianças foram prejudicadas.

Veja Mais
Apesar de 3 mil crianças sem aula, prefeita diz que está tudo “normal”
Esposa é presa ao tentar entregar pão recheado com maconha para detento

"As crianças ficaram esperando, prontas para ir para aula, mas não passou ônibus. As aulas começaram hoje (23), mas as crianças não puderam ir. A prefeitura disse que vamos ter que esperar mais uma semana porque os ônibus estão estragados", conta o pai de aluno.

Segundo ele, a falta do serviço de transporte afeta não apenas seus dois filhos, mas também vizinhos com três, quatro filhos. Estão sem atendimento os distritos de Fala a Verdade, Baianópolis e região do Taboco.

As aulas na rede municipal de Corguinho também tiveram início adiado para depois do Carnaval, assim como da rede estadual, e só começaram nesta segunda (23), mas estudantes que moram na região rural perderão mais uma semana devido ao impasse do transporte.

Segundo a prefeitura, das 32 linhas que foram licitadas para o transporte neste ano de 2015, 12 fracassaram por falta de interesse das empresas em assumirem as linhas. "Nova licitação já está programada para o dia 5 de março e, enquanto isso, já está sendo providenciado contrato emergencial para atender estas 12 linhas ainda esta semana", garante a prefeitura por meio de assessoria.

Merenda - Pais de alunos também apontam que há descaso do poder público em relação à merenda escolar. "Em Corguinho estão um caos as questões do transporte e da merenda. No ano passado, várias vezes as crianças ficaram sem merenda, eram comuns essas falhas, praticamente um dia sim e um não", garante o pai.

De acordo com a secretária de educação Leila Aparecida Rocha, a acusação não é verdadeira. "Não faltou merenda escolar nenhum dia e a empresa ganhadora da licitação de merenda escolar para este ano (2015) já está realizando a entrega (hoje).

Estamos no segundo dia letivo e as crianças não ficaram e nem ficarão sem merenda", garantiu o prefeito Dalton de Souza Lima (PMDB).

Três Lagoas - Problemas com licitação também ocorrem na cidade de Três Lagoas, a 338 quilômetros de Campo Grande. Desde quinta-feira (19) mais de 3 mil crianças estão sem aulas, pois falta merenda nos CEIs (Centros de Educação Infantil).




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions