A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

09/08/2015 15:49

Por telefone, policial de MS ajuda mãe a salvar bebê engasgada em MG

Luana Rodrigues
Cabo Marcelo Martinez trabalha no CAD há oito anos (Foto: Arquivo Pessoal)Cabo Marcelo Martinez trabalha no CAD há oito anos (Foto: Arquivo Pessoal)

Uma criança de um ano e oito meses foi salva por um cabo da PM(Polícia Militar), após engasgar com uma espinha de peixe. O policial orientou a mãe pelo telefone, já que ela mora em Carneirinhos, Minas Gerais - distante 471 quilômetros de Campo Grande - e o policial é de Paranaíba, em Mato Grosso do Sul. Mas a ligação, feita para o número 190, caiu aqui no Estado, pois as cidades são vizinhas e, dependendo da localidade, o sistema encaminha para um estado diferente da origem do telefonema.

Veja Mais
Homem tem pescoço cortado e é encontrado morto em rodoviária
Desaparecida há dois dias, jovem é encontrada morta às margens da MS-427

Monique Araujo de Souza, 26 anos, conta que ficou desesperada ao perceber que a filha, Alice Maria Araujo Souza Freitas, estava passando mal. "Meu marido comprou o filé de peixe e eu fritei para ela. Imaginamos que não tinha espinha, porque era filé. Como ela come de tudo, dei na mãozinha, mas logo percebi que ela começou a passar mal", explicou.

A mãe diz que Alice parou de respirar e começou a ficar roxa e inchada. Os pais não sabiam o que fazer, pois moram em uma fazenda cerca de 60 quilômetros de distância do centro da cidade, então decidiram ligar para a polícia. "Foi o primeiro número que lembramos, precisávamos de ajuda", disse.

Foi o cabo Marcelo Martinez que atendeu a ligação. Experiente, o cabo já foi logo orientando a mãe. "Eu perguntei o que havia acontecido e a idade da bebê, então pedi para ela colocar a menina no colo, de bruços e dar umas palmadinhas nas costas", explicou.

Monique diz que rapidamente a menina vomitou e em seguida volta a respirar. "Foi um alívio muito grande, se não fosse ele eu não sei se estaria com minha filha hoje. Tenho que dizer muito obrigada", contou Monique.

Policial militar há 12 anos, cabo Martinez, trabalha há oito como atendente do CAD (Centro de Atendimento de Despacho). Esta é a terceira vez que ele ajuda a salvar um bebê, nos outros dois casos, as crianças eram recém nascidas e haviam se engasgado com leite. "Me dá um alívio quando ouço que a criança está bem, mas sempre peço para levar a um hospital em seguida, para ser atendida por um médico", reforça.

Monique seguiu a orientação do PM e levou Alice a um posto logo depois do atendimento realizado por telefone. A bebê foi examinada e passa bem.

Homem tem pescoço cortado e é encontrado morto em rodoviária
Diones Luiz Pedrosa Farias, 21, foi encontrado morto com o pescoço cortado com uma faca, na rodoviária de Amambai, distante 366 km de Campo Grande, n...
Boliviana indiciada após tragédia com voo da Chape pede refúgio em MS
A boliviana Celia Castedo Monasterio, indiciada pelo Ministério Público de seu país por ter autorizado o plano de voo da Chapecoense, com saída em Sa...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions