A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

02/05/2014 15:03

Prefeita decreta luto de 3 dias; pai das crianças é único sobrevivente

Edivaldo Bitencourt e Lidiane Kober
Incêndio expôs falta de estrutura na cidade (Foto: Marizete Espíndola)Incêndio expôs falta de estrutura na cidade (Foto: Marizete Espíndola)

A prefeita de Coronel Sapucaia, Nilcéia Alves de Souza (PR), decretou luto oficial de três dias pela morte de seis pessoas em um incêndio na manhã de hoje na cidade, localizada a 400 quilômetros da Capital. O único sobrevivente da tragédia foi o pai das crianças, que tinha saído para trabalhar.

Veja Mais
Incêndio expõe deficiência de cidade, que não tem delegado nem bombeiros
Pode chegar a 7 número de mortos por incêndio, segundo os bombeiros

O fogo destruiu a conveniência e matou a proprietária, Rosângela dos Santos, 50 anos, que era viúva, e os dois filhos, Alejandro dos Santos, 22, e Vanussa dos Santos, 26. Também morreram os filhos de Vanussa: Thiago, 10, Sabrina, 4, e Stefani, 10 meses.

O esposo dela e pai das crianças, que não foi identificado, segundo a prefeita, saiu para trabalhar e foi o único membro da família que escapou vivo da tragédia. Os mortos no incêndio estavam residindo na cidade há cerca de três anos.

Em decorrência da tragédia, Nilcéia decretou luto oficial de três dias. Ela disse que o incêndio expôs o abandono do município, que tem 14,9 mil habitantes, mas não conta com delegado nem uma unidade do Corpo de Bombeiros.

“O povo está indignado, porque Sapucaia está esquecida”, ressaltou Nilcéia.

A vice prefeita, Sandra Luiza Barbosa (PT) foi mais contundente e criticou a falta de estrutura das forças de segurança no município. “Do Estado, não temos olhar de respeito, estamos desprotegidos”, declarou.

Ela contou que não se pode nem fazer boletim de ocorrência na cidade, já que o delegado nomeado neste ano desistiu da cidade e até pediu exoneração após visitar o município. O governo designou um delegado de Amambai, que fica a cerca de 50 quilômetros, para investigar o caso.

Como só existem dois agentes, a delegacia fica fechada por causa dos riscos do município, que fica na fronteira e já foi considerado um dos mais violentos do Estado.




Polliticos é mesmo inescrupulosos. A prefeita aproveita da desgraça acontecida pra xingar todo mundo.Ao menos deveria respeitar a dor dos familiares das vitimas. Municipios do interior, todos sabemos que não há pronto-socorros ou unidade de corpo de bombeiros e politicos nunca se preocupam c isso. Sidrolândia é um exemplo onde a falta de Bombeiros causou a morte e destruição completa de uma pobre casa e de seu morador,um idoso.Agora essa tragedia reascende a velha e eterna discurssão o que de nada vai mudar. Viu na capital? No fogo que destruiu o Planeta, as escadas Magirus não alcança certa altura. E todo mundo falou, o caso foi esquecido e ai...Quem sofre com a tragedia é a comunidade, sempre esquecida, mas vai continuar assim mesmo; desprotegida!
 
Samuel Gomes em 02/05/2014 15:39:40
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions