A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

17/07/2015 15:38

Prefeito diz que primeira dama e servidora agiram por "inocência"

Mariana Rodrigues, da Redação, e Viviane Oliveira, enviada especial a Jaraguari
O prefeito Vagner Gomes Vilela (PDT), de Jaraguari, diz que todo mês a prefeitura repassa R$ 1.400 para a Casa Lar. (Foto: Fernando Antunes)O prefeito Vagner Gomes Vilela (PDT), de Jaraguari, diz que todo mês a prefeitura repassa R$ 1.400 para a Casa Lar. (Foto: Fernando Antunes)

O prefeito Vagner Gomes Vilela (PDT), de Jaraguari, a 44 quilômetros da Capital, disse, em entrevista ao Campo Grande News, que tanto a primeira dama Cláudia Batista de Oliveira, quanto a servidora Salete Terezinha Belchior, "agiram por inocência" e não tinham intenção de prejudicar os idosos. Elas foram presas e indiciadas pelos crimes de apropriação indébita de benefício de idoso e retenção de cartão magnético.

Veja Mais
Idosos "explorados" por primeira dama viviam em Casa Lar precária
Primeira dama e servidora são presas por "sacarem" R$ 24 mil de idosos

"Em nenhum momento, a primeira dama ficou com o cartão. Esse cartão ficava na Secretaria de Assistência Social. Ela também não sacava o dinheiro dos idosos. Quem sacava eram os servidores da secretaria e o dinheiro era manipulado pelos servidores de lá", garante o prefeito.

Ele afirmou que todos os documentos referentes a prestação de contas da Casa Lar, local onde vivem os idosos, já foram encaminhados para a Polícia Civil, que investiga o caso. A prefeitura também já agendou uma reunião com a Promotoria de Bandeirantes, comarca responsável por atender o município, para a próxima semana, para saber quais são os procedimentos legais que a Secretaria de Assistência Social terá que fazer para sacar o dinheiro dos idosos.

Segundo Vagner, todo mês a prefeitura repassa R$ 1.400 para a Casa Lar. O dinheiro é usado para pagar água, luz e manter o local. Ainda segundo o prefeito, o benefício dos idosos, referente a um salário minimo, é usado para comprar objetos de uso pessoal deles.

Funcionários - Ele confirmou que a casa não possui cuidador de idosos. A enfermeira que atende os três idosos de 77, 88 e 86 anos, é funcionária do posto de saúde. No entanto, garantiu que, em nenhum momento, foi negada assistência aos velhinhos. "As enfermeiras vão até lá, dão banho e medem a pressão, eles também recebem atendimento médico e de fisioterapeuta", afirma.

Ele negou que os idosos ficam sozinhos à noite. O guarda, que fica responsável pelo posto de saúde e pela escola, todos ao lado da Casa Lar, aciona os funcionários caso os idosos precisem de ajuda. "Já estou tomando providências para colocar um cuidador de idoso que fique 24 horas, tem toda uma burocracia para isso, mas as devidas providências já estão sendo tomadas", garantiu.

Vagner disse ainda que quer reformar a casa, mas não possui prazo para isso. Durante o mandato, a promotoria fez vistoria no local e não detectou nada de errado. Porém, o prefeito não mostrou nenhum documento que comprove a vistoria e não se recorda a data em que foi feita.

Com uma população de 5.776 habitantes, o prefeito acredita que a denúncia pode ser tratar de "picuinha", devido a cidade ser pequena, e que não entende todo o alarde criado em torno da situação.

Crimes - Um dos crimes que a primeira dama irá responder é maus-tratos. Sobre isso, o prefeito comenta que dá a impressão que os idosos apanham. "Isso não existe. Desde o momento que a polícia chegou na secretaria, em nenhum momento elas (primeira dama e servidora), omitiram informações, tudo foi informado para a polícia, fomos verdadeiros nas informações. Foi um erro delas, cometido por inocência, a partir de agora vamos tomar mais cuidado para que isso não ocorra mais", afirma.




Não paro de ver essas pessoas tomando conta das coisas. A culpa é nossa que elege essas pessoas
 
fabiano silva em 17/07/2015 18:11:56
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions