A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 25 de Fevereiro de 2017

15/10/2015 11:45

Prefeitura entrega à Câmara projeto de orçamento de R$ 850 milhões para 2016

Helio de Freitas, de Dourados
Vereadores receberam projeto de orçamento, entregue por secretários municipais (Foto: Chico Leite/Divulgação)Vereadores receberam projeto de orçamento, entregue por secretários municipais (Foto: Chico Leite/Divulgação)

A previsão orçamentária do município de Dourados para o ano que vem é de R$ 850 milhões, sendo R$ 500,5 milhões do orçamento fiscal e R$ 349,5 milhões do orçamento da seguridade social. O projeto foi entregue na manhã desta quinta-feira (15) ao presidente do Legislativo, Idenor Machado (DEM), pelos secretários José Jorge Filho (Governo), Alessandro Lemes Fagundes (Fazenda) e Luis Roberto Martins de Araújo (Planejamento).

Conforme o projeto de lei que estima a receita e fixa despesas do município para o exercício financeiro de 2016, o orçamento fiscal refere-se aos poderes do município – fundos, fundações, autarquias, órgãos e unidades da administração pública direta e indireta.

Em reunião com os vereadores, o secretário de Planejamento disse que os números apresentados foram obtidos após “detalhado estudo” da receita e despesa do município nos anos anteriores. A previsão orçamentária para o próximo exercício é 10% maior que a de 2015, que foi de R$ 770 milhões.

A receita orçamentária será resultado da arrecadação de tributos, transferências constitucionais e outras fontes. Conforme o secretário de Fazenda, Alessandro Lemes, estão previstos R$ 534 milhões em transferências para o município de Dourados em 2016.

Divisão do bolo – Do orçamento total, R$ 230 milhões serão destinados ao Fundo Municipal de Saúde. Para a educação serão R$ 193 milhões. O Previd (Instituto de Previdência dos Servidores Municipais) terá 72 milhões e o planejamento R$ 68 milhões. A prefeitura estimou em R$ 42 milhões, entre recursos próprios e financiamentos, o montante de investimentos em obras.

Votações – Idenor Machado informou que o projeto do orçamento segue as comissões permanentes da Câmara. Depois terá de passar por três votações em plenário. Após a primeira votação começa o prazo para apresentação de emendas dos vereadores. A terceira e última votação deve ocorrer antes do início do recesso de final de ano.

Na mensagem que encaminha o projeto do orçamento, o prefeito Murilo Zauith (PSB) afirmou que tem aperfeiçoado o planejamento participativo, que alia a dimensão técnica aos compromissos políticos, indicados como prioridade pela sociedade. “Este é o caminho mais sensato para maximizar os recursos disponíveis, multiplicando seus efeitos em favor da população”.

Apuração no HR conclui que não houve 'falha ética' em mortes no local
Uma investigação interna realizada pela direção do HR (Hospital Regional) de Ponta Porã - cidade localizada a 323 km de Campo Grande para apurar a mo...
Carreta da Justiça oferecerá serviços a partir do próximo dia 13
Carreta da Justiça, programa do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) que oferece serviços do judiciário de forma gratuita, chegará ao mun...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions