A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

27/04/2015 14:04

Prefeitura faz parceria e oferece imunização contra raiva a cidades bolivianas

Liana Feitosa
Reunião foi realizada na última sexta-feira, na Secretaria Municipal de Saúde de Corumbá. (Foto: Renê Marcio Carneiro/ Divulgação)Reunião foi realizada na última sexta-feira, na Secretaria Municipal de Saúde de Corumbá. (Foto: Renê Marcio Carneiro/ Divulgação)

A partir da primeira semana de maio animais de Puerto Quijarro e Puerto Suárez, cidades na fronteira com o Brasil, vizinhas a Corumbá, a 419 quilômetros de Campo Grande, vão receber imunização contra raiva de animal. Já são 15 casos confirmados na cidade brasileira.

Veja Mais
Pistoleiro preso “some” e prefeito de Pedro Juan cobra polícia paraguaia
Morre menina de 11 meses ferida após carro da família capotar em rodovia

A ação é resultado de parceria entre a Prefeitura de Corumbá, a Secretaria de Saúde de Campo Grande, a Secretaria Estadual de Saúde e a OPAS (Organização Pan-Americana da Saúde).

Amanhã, terça-feira (28), os vacinadores das duas cidades bolivianas receberão capacitação por equipe do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) de Corumbá. Depois, os profissionais vão repassar instruções sobre conservação, manuseio e aplicação da vacina para as demais pessoas envolvidas na imunização, que será feita de casa em casa.

As medidas foram definidas na última sexta-feira (24) durante reunião na Secretaria Municipal de Saúde. “A preocupação hoje é com a raiva, até por causa dos 14 casos confirmados em Corumbá, dos 5 em Ladário e do caso humano que está sendo tratado em Campo Grande, mas temos que ficar atentos também as demais doenças endêmicas, como a leishmaniose, a dengue e a chikungunya”, afirmou a secretária de Saúde Dinaci Ranzi.

De acordo com a secretária, a prefeitura tem tomado medidas para evitar contaminação humana. “Corumbá é o principal ponto de apoio de toda essa região de fronteira, por isso precisamos que o Ministério da Saúde tenha um olhar diferenciado para a cidade”, completou Dinaci.

Segundo a prefeitura, 100% dos animais de Corumbá devem ser imunizados até o final deste mês. Além disso, o CCZ está recolhendo os animais não domiciliados, medida que visa combater a circulação do vírus.

Participaram da reunião o médico e vereador de Puerto Suárez, Waldo Justiniano, Fernando Quiroga, que representou a alcaldia de Puerto Suárez, Viviane Ametlla, gerente de Atenção e Saúde de Corumbá, a médica infectologista do Hospital Universitário (UFMS), Andyane Tetila, Julia Cristina Maksoud Brazuma, do CCZ de Campo Grande, e técnicos da Secretaria Estadual de Saúde.

Morre menina de 11 meses ferida após carro da família capotar em rodovia
Sofia de Almeida Flores, de 11 meses de vida, morreu na madrugada de hoje (5) em Dourados, a 233 km de Campo Grande, após ficar ferida em acidente oc...
Homem de 33 anos é morto com golpes de facão e foice em fazenda invadida
Um homem de 33 anos foi morto a golpes de facão e de foice durante uma briga envolvendo índios na fazenda Novilho, município de Caarapó, a 283 km de ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions