A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 25 de Fevereiro de 2017

19/11/2013 15:29

Prefeitura propõe projeto de lei para tirar empresários da informalidade

Mariana Lopes
Prefeito de Corumbá, paulo Duarte, assinou convênios com a Fecomércio para fomentar a economia da cidade e tirar os empresários da informalidade (Foto: Prefeitura de Corumbá)Prefeito de Corumbá, paulo Duarte, assinou convênios com a Fecomércio para fomentar a economia da cidade e tirar os empresários da informalidade (Foto: Prefeitura de Corumbá)

Para incentivar o comércio local, o prefeito de Corumbá, Paulo Duarte (PT), assinou dois convênios com a Fecomércio/MS (Federação do Comércio de Mato Grosso do Sul), com a proposta de atualizar a Lei Geral das micros e pequenas empresas do município.

O primeiro passo, que será realizado pelo Instituto de Pesquisa da Fecomércio, é o levantamento sócio-econômico da população corumbaense, ou seja, traçar um perfil da cidade para saber em quais setores há oportunidade para investir e, assim, gerar emprego e renda.

Em suma, o projeto para atualizar a Lei Geral, que está em fase de aprovação da Câmara Municipal de Corumbá, é para incentivar o microempreendedor individual e aderir ao mercado formal.

“A principal questão é quanto à burocracia, muita gente reclama da dificuldade para abrir uma empresa. Queremos buscar novas oportunidades para a cidade, e a Prefeitura tem que fazer o papel dela”, afirma Paulo Duarte.

Para isso, o objetivo é simplificar o procedimento para abertura de novas empresas. “Foi a forma que encontramos para facilitar a vida do empresário, visando também a economia do próprio município”, ressalta o prefeito.

Com a aprovação do projeto de lei, que, segundo Paulo Duarte, deve ser votado pelo Poder Legislativo até o início de dezembro deste ano, o micro e pequeno empresário poderá, então, participar também de processos licitatórios.

“Queremos que o dinheiro gerado em Corumbá circule aqui, não que o recurso vá embora, seja destinado para fora da cidade, e no projeto que atualiza a Lei Geral, estamos tratando disso também, além de qualificar as empresas”, pontua Paulo Duarte.

A outra parceria vai possibilitar a realização de levantamentos de intenção de consumo em seis datas festivas, sendo Páscoa, Dia das Mães, Dia dos Namorados, Dia dos Pais, Dia das Crianças, Natal e Décimo Terceiro Salário.

O contrato terá vigência de 12 meses e pode ser prorrogado. A primeira pesquisa deve ser divulgada até o dia 18 de março e a última em 11 de novembro de 2014.

De acordo com o secretário de Indústria e Comércio de Corumbá, Pedro Paulo Marinho de Barros, a pesquisa é para ver qual é a intenção do consumidor em gastar no comércio local, principalmente porque há uma competitividade com o comércio do país vizinho.

“Há interferência, mas ainda não há dados que aponte o quanto que atrapalha no consumo local, embora não chegue a ser uma preocupação, pois o comerciante daqui já se adaptou a essa realidade, mas é fato que depois que fechou a feira da Bolívia que funcionava aqui na cidade, as vendas do comércio em Corumbá aumentaram de 15% a 20%”, pontua o secretário.

Justiça absolve professor condenado a 61 anos por abuso sexual
O TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) absolveu o professor André Félix dos Reis, que havia sido condenado a 61 anos de prisão por estup...
Bêbada, mulher ameaça jogar própria filha na frente de veículos em avenida
Uma mulher de 26 anos, em visível estado de embriaguez, ameaçou matar a própria filha, de 4, jogando a criança na frente de veículos que passavam em ...
Jovem acaba espancado por bandidos ao tentar reagir a assalto em bar
Um jovem de 19 anos foi espancado por bandidos durante um assalto sofrido na madrugada deste sábado (25), em um bar de Três Lagoas (a 338km de Campo ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions