A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

09/04/2015 13:58

Prefeitura suspende processo licitatório após motaxistas reivindicarem mudanças

Mariana Rodrigues
De acordo com o edital, uma das impugnações apresentadas se refere  ao ano da moto. (Foto: Anderson Gallo/Diário Corumbaense)De acordo com o edital, uma das impugnações apresentadas se refere ao ano da moto. (Foto: Anderson Gallo/Diário Corumbaense)

Segundo a Agetrat (Agência Municipal de Trânsito e Transportes), a Prefeitura de Corumbá - distante a 419 quilômetros de Campo Grande, suspendeu o processo licitatório, na modalidade de concorrência pública, visando seleção de pessoas físicas para prestação de serviço de transporte individual de passageiros em motocicletas.

Veja Mais
Mototaxistas terão até R$ 11 mil para empréstimo que abrange a categoria
Vereador quer isentar mototaxistas de ISS para aumentar competitividade

De acordo com o edital, uma das impugnações apresentadas se refere a moto que deve ter até cinco anos de uso, porém mototaxistas querem que esse prazo seja ampliado para sete anos. Agora, todo o processo está suspenso até a análise das impugnações.

O diretor-presidente da Agetrat, Alexandre Taques Vasconcellos, explicou que o processo licitatório ocorreria neste mês e credenciaria 220 mototaxixtas. “ Candidatos pedem alterações em alguns itens e isso vai ser avaliado pela comissão que coordena o processo licitatório, podendo ser deferidas”.

Conforme informações do site Diário Corumbaense, o recebimento dos envelopes de habilitação e proposta técnica ocorreria entre os dias 08 e 10 de abril na sede da Prefeitura. “A Agetrat espera que essas análises sejam feitas o quanto antes, pois é uma oportunidade para aqueles que estão trabalhando de forma clandestina com o transporte de passageiros para que se regularizem”, destacou Alexandre Vasconcellos.

Reunião - Representantes dos motaxistas se reuniram na última terça-feira (7), com o prefeito Paulo Duarte (PT), onde foram apresentadas algumas reivindicações para a categoria, entre elas, a redução do ISS, a mudança de validação de veículos para o trabalho e equipamentos de segurança.

Conforme o mototaxista Marcelo Santos Souza, 34 anos, que está há quatro anos na profissão, a finalidade da reunião foi as reivindicações da categoria.

“Nos reunimos com o prefeito com a finalidade de colocarmos em pauta algumas reivindicações, entre elas, a maior de fiscalização sobre aqueles que fazem o transporte de forma irregular, que o prazo de utilidade das motocicletas seja ampliado de cinco para sete anos e o repasse de equipamentos de segurança, como coletes e capacetes. Iniciamos essa conversa e iremos dar prosseguimento na próxima terça-feira, 14 de abril”, frisou.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions