A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

11/06/2015 10:14

Presidente pede parecer jurídico sobre denúncia de assédio na Câmara

Helio de Freitas, de Dourados
Idenor Machado, presidente da Câmara de Dourados, pediu um parecer jurídico sobre denúncia da vereadora Virgínia Magrini (Foto: Divulgação)Idenor Machado, presidente da Câmara de Dourados, pediu um parecer jurídico sobre denúncia da vereadora Virgínia Magrini (Foto: Divulgação)

O presidente da Câmara de Vereadores de Dourados, Idenor Machado (DEM), solicitou ao departamento jurídico da Casa um parecer sobre a denúncia da vereadora Virgínia Magrini (PP), que acusa o colega Maurício Lemes Soares (PSB) de assédio.

Veja Mais
Secretário denuncia ter sido ameaçado por pai de vereador acusado de assédio
Vereadora aciona polícia depois de ser apalpada por colega durante sessão

Na sessão de segunda-feira à noite, Lemes teria apalpado as nádegas de Virgínia, quando todos os vereadores estavam perfilados para tirar uma foto durante entrega de homenagens.

Ainda no plenário, ela reclamou ao presidente da Casa e no dia seguinte registrou um boletim de ocorrência contra o colega na Delegacia da Mulher. Maurício Lemes pediu desculpas a Virgínia ainda na segunda-feira e disse que tinha sido uma “brincadeira” e que a intenção era apenas cutucar as costas da vereadora.

Comissão de Ética – Nesta quinta-feira, a assessoria da Câmara informou ao Campo Grande News que o departamento jurídico está tomando as providências solicitadas pela presidência. Após ser concluído, o parecer será encaminhado ao plenário e se for deferido vai para a Comissão de Ética e Decoro Parlamentar, que poderá instaurar um processo contra Maurício Lemes.

Já na Delegacia da Mulher, onde Virgínia denunciou o caso em boletim de ocorrência registrado na terça-feira, será instaurado um inquérito contra o vereador. Maurício Lemes ainda não se manifestou sobre a denúncia.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions