A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

09/09/2015 12:34

PRF prende três após fraude para ganhar carro em bingo da Apae

Os três foram presos ontem à noite no Posto Guaicurus, em Miranda; um deles já tinha passagem por fraude em bingos no Acre

Helio de Freitas, de Dourados
Helio de Oliveira no momento em que recebia o Fiat Palio em bingo promovido pela Apae de Corumbá (Foto: Divulgação/Apae)Helio de Oliveira no momento em que recebia o Fiat Palio em bingo promovido pela Apae de Corumbá (Foto: Divulgação/Apae)

Três homens residentes em Barretos (SP), apontados como especialistas em fraudar jogos de bingo, foram presos na noite desta terça-feira (8) em Mato Grosso do Sul um dia depois de ganharem um carro zero quilômetro em uma promoção da Apae (Associação de Pais e Mestres) de Corumbá, a 419 km de Campo Grande.

Veja Mais
Fiems pede que governo mantenha contratos de incentivos fiscais
Reinaldo chega a Dourados para lançamento e entregas de obras

Claiton Valdomiro Anholeto, 35, Helio de Oliveira e Cláudio Roberto de Lima Leite, 60, foram detidos pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) no Posto Guaicurus, na BR-262, município de Miranda. Claiton conduzia um Chevrolet Prisma, placa FQO-1180, de Barretos (SP) e Cláudio e Helio viajavam como passageiros.

De acordo com o serviço de comunicação da PRF, durante checagem no sistema os policiais descobriram que Claiton já possuía antecedentes criminais por fraudar jogos de bingo no Acre. Ele tinha sido preso em 2012, junto com outros dois homens – Rafael Paulino Jora da Silva e Denilson Silva Jacinto – por fraudar um bingo promovido pela diocese de Rio Branco.

Bingo da Apae – Ainda conforme a PRF, os policiais descobriram que no dia anterior à prisão, a Apae de Corumbá tinha promovido um bingo beneficente, tendo como prêmio máximo um Fiat Palio 0 km, que saiu para Helio de Oliveira.

A PRF procurou então o diretor da entidade corumbaense, Manoel Ferreira dos Santos, que mandou uma foto do ganhador do carro. Tratava-se de Helio de Oliveira, que recebeu o prêmio.

Cartela adulterada – Descobertos, os três confessaram a fraude. Segundo a PRF, conforme eram sorteados os números, Claiton adulterava as cartelas com estilete e carimbava as dezenas sorteadas. Depois passou um bilhete para Helio Oliveira e outro para Cláudio, que se encarregou de dar o primeiro alarme como ganhador. Como faltava um número em sua cartela, já estratégia dos fraudadores, Helio se declarou ganhador e levou o prêmio, usando a cartela adulterada.

Conforme a PRF, o veículo seria vendido na própria concessionaria onde a Apae o comprou e o valor seria depositado para Helio Oliveira. A cartela adulterada foi enviada por Correio para o endereço de Claiton e o carimbo jogado fora, no quarto do hotel.

No interior do carro foram encontrados tinta para carimbo, dois estiletes, protetor solar utilizado na raspagem com estilete o comprovante dos Correios de envio da cartela adulterada.

Segundo a PRF, a quadrilha realizava esse tipo de fraude em diversos Estados do país. Os três foram encaminhados para a Polícia Civil em Corumbá e autuados por formação de quadrilha e tentativa de estelionato. Há indícios de que eles façam parte de um bando que monitora a realização de bingos em várias regiões do país para aplicar o golpe.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions