A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

19/06/2015 23:45

Primeira audiência de custódia é realizada no Estado

Lúcio Borges
Primeira audiência de custódia é realizada no Estado

A Comarca de Nova Andradina, é a primeira unidade do Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul a implantar a audiência de custódia, que ocorreu nesta sexta-feira (19). A medida consiste na garantia da rápida apresentação de uma pessoa presa/detido ao juiz nos casos de prisão em flagrante. Com isso, a ação visa dar celeridade à Justiça, garantir o cumprimento dos Direitos Humanos, reduzir a superlotação em delegacias e unidades prisionais. As vantagens das audiências de custódia começou hoje na Comarca, por meio do juiz José Henrique Kaster Franco, da Vara Criminal, que editou a Portaria nº 002, de 15 de junho, implantando a medida inédita no Estado.

Veja Mais
Lojas vão estender horário de atendimento durante o mês de dezembro
Esposa é presa ao tentar entregar pão recheado com maconha para detento

Kaster Franco aponta que a audiência de custódia serve para a apreciação mais adequada e apropriada da prisão imposta, já que conta com a presença do autuado em flagrante, e dá garantia do contraditório e prévia entrevista da pessoa presa. “O juiz deve se envolver, estar harmonizado com a realidade social em volta dele. Acredito que é melhor que veja a realidade. Além disso, possibilita aplicar a medida cautelar adequada. Dado importante que deve ser ressaltado é que a Polícia e o MP estão 100% favoráveis à implantação dessa medida. Antes, os presos eram levados da delegacia para o presídio nas segundas, quartas e sextas e agora farão uma parada estratégica no Fórum. Acertamos tudo sem atrapalhar a logística da polícia”, explica.

De acordo com o portal do Tribunal de Justiça, pela nova portaria, será possível ao juiz, ao membro do Ministério Público e à defesa ter ciência de possíveis casos de tortura, além de auxiliar na prevenção do ciclo da violência e da criminalidade, pois possibilitará ao juiz analisar se está diante de um criminoso ocasional ou de envolvidos com facções penitenciárias.

Conforme o magistrado, os detidos em flagrante delito na Comarca de Nova Andradina, de acordo com a portaria, serão apresentadas ao juízo da Vara Criminal, no prazo máximo de 72 horas. Para que compareçam na audiência de custódia, na qual será ouvido o detido, serão notificados o representante do Ministério Público e o defensor constituído ou, na ausência deste, a Defensoria Pública.

Regras continuam

Importante lembrar que a previsão de realização de audiência de custódia não afasta a obrigatoriedade de comunicação da prisão em flagrante, no prazo de 24 horas, às autoridades elencadas no art. 306 do Código de Processo Penal, tampouco impede que, recebido o auto, o juiz decida, desde logo, pela liberdade provisória, com ou sem medida cautelar, ou mesmo pela decretação de prisão preventiva.

Antes de decidir, o juiz abrirá a palavra ao Ministério Público e à defesa, garantindo o contraditório e a ampla defesa. Nos casos de feriados prolongados, sem prejuízo da decisão imediata do juiz plantonista, o detido será apresentado em juízo no primeiro dia útil seguinte.

Lojas vão estender horário de atendimento durante o mês de dezembro
O comércio de Ponta Porã - cidade localizada a 323 km de Campo Grande - irá funcionar em horário especial neste fim de ano. Os horários e dias foram ...
Esposa é presa ao tentar entregar pão recheado com maconha para detento
A esposa de um detento de Itaquiraí, distante 410 km de Campo Grande, foi presa na tarde de ontem (7) tentando entregar um pão recheado com maconha p...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions