A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

03/12/2014 13:54

Procon orienta consumidor a tomar cuidado nas compras de fim de ano

Helio de Freitas, de Dourados
Segundo o Procon, no período do ano em que mais faz compras o consumidor não toma os cuidados necessários (Foto: Eliel Oliveira)Segundo o Procon, no período do ano em que mais faz compras o consumidor não toma os cuidados necessários (Foto: Eliel Oliveira)

O Procon de Dourados, a 233 km de Campo Grande, divulgou hoje uma série de recomendações aos consumidores e reforçou o alerta para que os moradores da segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul redobrem os cuidados na hora de fazer as compras de fim de ano. Segundo o diretor do órgão municipal, Rozemar Mattos Souza, na época em que o consumo aumenta por causa das festas, o consumidor esquece os cuidados necessários na hora de comprar.

Veja Mais
Clima é tranquilo em escola que será aplicado Enem para 488 alunos
Menino estuprado por dois adolescentes deve ter alta neste sábado

Entre as principais dicas, o Procon orienta o consumidor a fazer pesquisa de preços dos produtos que pretende adquirir, já que existe uma grande variação de preços entre os estabelecimentos comerciais.

Na hora de fazer o pagamento, a preferência deve ser pela compra à vista, para poder negociar descontos. Em caso de pagamento com cartão de crédito sem parcelamento, o preço tem que ser o mesmo à vista, sem acréscimo de valores extras. “Caso opte por comprar no crediário, informe-se sobre as condições de parcelamento, como número e valor das prestações, juros de mora e taxa efetiva anual de juros, sempre comparando a soma total a pagar com e sem financiamento”, orienta o órgão de defesa do consumidor.

A lista de dicas do Procon inclui ainda orientações sobre eletrodomésticos e eletrônicos, brinquedos e enfeites de Natal.

Compras pela internet - O Procon faz também um alerta especial sobre as compras pela internet. “Se as compras por meios tradicionais já necessitam de cuidados, as feitas pela internet pedem precauções redobradas, pois muitas vezes o consumidor não sabe como preservar seus direitos ou não conhece o fornecedor. É imprescindível observar a presença de um cadeadinho no canto direito da página, ilustração que garante a idoneidade do fornecedor. Também é muito importante checar o valor das despesas com frete e taxas adicionais. A comodidade de comprar sem sair de casa pode tornar o produto mais caro se o valor final do produto entregue na casa do comprador não for rigorosamente especificado”, afirma o Procon.

Quanto mais informações forem prestadas no site, melhor. Por isso, vale a pena ficar sempre atento, solicitando todos os dados que achar necessário para ter uma boa ideia do que está comprando: especificação, marca, cor e tamanho disponíveis.

É preciso tomar cuidado também com os prazos de entrega, que ficam ainda mais complicadas nesta época do ano por causa do aumento das vendas. Mato Grosso do Sul tem a estadual 3.903/2010, que obriga os fornecedores a fixarem data e turno para entrega de produtos ou realização de serviços.

O Procon orienta o consumidor a imprimir a tela do site com os dados da compra e utilizar como documento de reclamação. “Ao receber a mercadoria é necessário verificar se tudo está de acordo com o que foi pedido. Se houver alguma irregularidade, o produto deve ser devolvido. Nas compras efetuadas fora do estabelecimento comercial, como é o caso da internet, o consumidor tem prazo de sete dias, a contar da contratação ou do recebimento do produto ou serviço, para arrependimento”.

Por fim, o Procon de Dourados informa que o órgão paulista publicou a relação dos sites menos confiáveis. A lista pode ser acessada no endereço http://www.procon.sp.gov.br/pdf/acs_sitenaorecomendados.pdf.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions