A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

18/05/2013 16:31

Procurador garante que índios não invadiram casa de Bacha em fazenda

Aline dos Santos e Francisco Júnior, de Sidrolândia

O procurador Emerson Kalife Siqueira, do MPF (Ministério Público Federal),  nega que os índios invadiram a casa de Ricardo Bacha na fazenda Buriti, em Sidrolândia. Segundo ele, que conseguiu entrar na propriedade rural e conversar com os terenas, o grupo está no gramado próximo à residência. “Até me chamaram para entrar na casa, para provar que não teve invasão”, relata. 

Veja Mais
Em clima de guerra, índios tomam fazenda Buriti e barram imprensa
Perto de prazo para sair de fazenda em Sidrolândia, índios invadem sede

No início da tarde, informações extraoficiais davam conta que a sede foi invadida pelos terenas e que os moradores foram retirados pela PF (Polícia Federal). 

A reportagem do Campo Grande News foi à fazenda, mas os índios impediram a entrada. Encapuzados e com pinturas pelo corpo, o grupo foi taxativo. Os jornalistas não poderiam entrar na fazenda, nem fazer fotografias ou anotar entrevistas. As ordens foram dadas ao som de rojões. Os terenas estavam com porretes e facões.

Hoje, às 15h, venceu o prazo para que os terenas deixassem as fazendas invadidas. Na quinta-feira, saiu decisão judicial para que quatro desocupações: Querência São José, Santa Helena, Buriti e a Cambará.

Um helicóptero sobrevoa a fazenda Buriti. Seis viaturas da PF e uma da Cigcoe (Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais) estavam próximas ao local. A série de ocupações é parte da reivindicação dos 17 mil hectares da aldeia Buriti que estão na posse de fazendeiros e que foram identificados em 2011 como terras indígenas.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions