A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 24 de Janeiro de 2017

09/03/2015 11:57

Professor ameaçou baixar nota para abafar denúncia de abuso de crianças

Aline dos Santos

Preso desde a última sexta-feira em Itaporã, o professor suspeito de abusar de meninas, na faixa etária de 9 a 10 anos, chegou a ameaçar com redução de notas para que a vítima não o denunciasse. De acordo com o delegado Ricardo Meirelles Bernardinelli, o homem de 30 anos foi preso em flagrante e pedido à Justiça a prisão preventiva.

Conforme o delegado, duas crianças denunciaram os abusos, enquanto uma terceira relatou que foi assediada. O professor chamava as meninas na sala de aula, durante o recreio, e cometia os abusos, mas sem consumar ato sexual. Nessas ocasiões, fechava a porta.

Com uma das alunas, o professor disse que reduziria a nota em caso de denúncia. “Ameaçava que se contasse para alguém, abaixaria as notas dela. Não precisava oferecer nada. Usava a autoridade do cargo de professor. Para crianças tão novas, o professor representa um segundo pai, um ídolo. Ficava muito fácil abusar”, salienta o delegado.

As denúncias eram investigadas há algum tempo, mas, na sexta-feira, uma das alunas relatou novo abuso, o que acarretou na prisão em flagrante. “Teve contato lascivo, de cunho sexual”, diz. As meninas relataram que eram abusadas há um ano. As vítimas receberam apoio psicológico.

No início de 2014, o profissional foi denunciado por importunação ofensiva ao pudor. Na ocasião, uma menina contou que ele a assediou. O professor, que é casado, nega as denúncias. Agora, é aguardada decisão da Justiça sobre o pedido de prisão preventiva, que já tem parecer favorável do MPE (Ministério Público Estadual). Desde 2009, a lei enquadra o abuso como estupro de vulnerável. O nome do suspeito e da escola não serão divulgados.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions