A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

15/12/2010 15:17

Professor que abusou de alunos na APAE é condenado a 34 anos de prisão

Fernanda França

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul condenou a 34 anos de prisão, em regime fechado, um professor de religião e higiene pessoal da APAE (Associação dos Pais e Amigos do Excepcional), por abuso sexual de três adolescentes com deficiência mental.

O crime aconteceu entre os meses de março de 2006 a outubro de 2008, no município de Água Clara, distante 200 quilômetros da Capital.

Sob ameaças de bater nos adolescentes, lhes cortar a língua e as pernas, ele obrigou os três a fazer sexo oral e anal. A violência ficou comprovada porque dois dos jovens tinham fissuras no ânus.

Os crimes foram praticados em salas de aula, no banheiro, na biblioteca de outra escola em que o acusado trabalhava e também no interior de seu veículo, estacionado nas proximidades do campo de futebol.

A defesa pediu a absolvição do estuprador, alegando inexistência de provas da materialidade. Porém, a Procuradoria-Geral de Justiça, em seu parecer, opinou pelo não provimento do recurso.

O nome do acusado não foi revelado porque o processo corre em segredo de justiça.

A desembargadora Marilza Lúcia Fortes, relatora do recurso impetrado pela defesa do acusado, ressaltou que o fato de as vítimas serem deficientes mentais não retira a credibilidade de suas declarações.

Isso porque as narrativas estão em harmonia com as provas dos autos, principalmente com os laudos periciais (psicológicos, psiquiátricos e exames de corpo de delito) e estudos psicossociais.

Caso de professor acusado de abuso na Apae está no MPE
A Polícia Civil já encaminhou ao MPE (Ministério Público Estadual) o caso do professor de educação física acusado de abusar sexualmente de alunos na ...
Preso professor suspeito de violentar alunos da Apae
Está preso desde sexta-feira (24/07) o professor de educação física suspeito de violentar alunos da Apae (Associação de Pais e Amigos do Excepcional)...
Boliviana indiciada após tragédia com voo da Chape pede refúgio em MS
A boliviana Celia Castedo Monasterio, indiciada pelo Ministério Público de seu país por ter autorizado o plano de voo da Chapecoense, com saída em Sa...



É revoltante, uma pessoa qualificada como professor fazer uma barbaridade destas com crianças, que deveriam ter o maior apoio do mundo para se desenvolverem, passar por uma situaçao tao traumatica nas mãos deste monstro, como se ja não bastassem todas as provações que estas crianças precisam passar para serem respeitados e fazer parte da nossa sociedade.
 
Neila Cardoso em 16/12/2010 08:14:05
Esse cara é doente,como pode fazer uma coisa dessas com aqueles adolescentes.Tomara que do mesmo jeito que ele tratou os adolescentes,ele seja tratado dentro da cadeia.
 
Julianne Arruda Gomes Bueno em 16/12/2010 07:16:49
Deveria sim, correr o processo em segredo de justiça, levando-se em consideração as crianças portadoras de necessidades especiais que foram abusadas e violentadas, mas quanto ao ser abominável que se fazia passar como pertencente à categoria dos abnegados professores, principalmente aqueles que lidam com crianças especiais, deveria ter seu nome execredado nos quatro cantos do universo como um ser nojento, doente e merecedor das profundezas da masmorra do mal.
Este ser doentio não deveria ficar um minuto sequer em contato com o resto da humanidade...34 anos é o mínimo se levermos em conta que cumprirá 1/6 da pena e se verá livre para novas façanhas no submundo do crime.
 
claudionor caldeira em 15/12/2010 07:47:44
Gostaria de saber o porque que não colocou o nome do professor de Educação Fisica
 
João da Silva em 15/12/2010 07:19:40
Para estes tipos de crime,é que deveria existir a pena de morte...é um absurdo um ser destes ainda estar vivo...me coloco no lugar dos pais destas crianças,que tinham total confiança neste traste que que se dizia "professor".
 
Ednilson Soares dos Santos em 15/12/2010 03:44:38
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions