A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

24/04/2013 13:05

Professores de Dourados entram em greve por tempo indeterminado

Aline dos Santos
Sem acordo, professores vão cruzar os braços. (Foto: Divulgação)Sem acordo, professores vão cruzar os braços. (Foto: Divulgação)

Os professores da rede municipal de ensino de Dourados estão em greve por tempo indeterminado. De acordo com a assessoria de imprensa do Simted (Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação), a paralisação nesta quarta-feira é pelo dia nacional de protesto da categoria, mas, a partir de amanhã, o movimento grevista é em virtude da situação local.

Veja Mais
Professores de Dourados denunciam perseguição e falta de estrutura
Sem avanços durante paralisação, professores agora discutem greve

Os motivos da greve são o cumprimento da Lei do Piso, falta de concurso para professores e do plano de cargos e carreira, fechamento das salas de tecnologia, do núcleo indígena e do PAE (Programa de Aceleração Escolar). Ontem à noite, em regime de urgência, a Câmara Municipal aprovou reajuste de 7,97%.

De acordo com o site do poder legislativo, o reajuste equipara o menor salário dos professores ao piso, que é de R$ 1.567 por 40 horas semanais.

No entanto, o Simted alega que o projeto aprovado não cumpre a legislação, que também prevê destinação de um terço da jornada como hora-atividade. 

A rede municipal de Dourados tem 45 escolas, 35 Ceims (Centros de Educação Infantil Municipal), 1.800 professores e mil administrativos. Por meio de nota, a assessoria de imprensa da Prefeitura de Dourados, informa que o poder público considera legítimo o movimento dos profissionais de educação.

Sobre as demandas dos profissionais da educação municipal, a assessoria aponta que as negociações avançaram nesta semana, principalmente em relação à 1/3 de hora-atividade.

 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions