A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

13/08/2013 20:37

Projeto viabiliza 25 mil mudas para incentivar produção do Itamarati

Vinícius Squinelo

Um grupo de pequenos agricultores do Assentamento Itamarati, em Ponta Porã, será beneficiado por um projeto desenvolvido pela UEMS- Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul que visa incentivar a produção de erva-mate. O projeto, intitulado “Cultivo da Erva-mate como alternativa para o desenvolvimento rural sustentável no Assentamento Itamarati em Ponta Porã-MS”, é coordenado pelo professor Moises Centenaro.

Veja Mais
Polícia desarticula “família do tráfico” que mandava droga para Goiás
Sem salário e 13º, enfermeiros de hospital particular iniciam greve dia 12

Segundo informações do site A Gazeta News, o projeto visa estimular o cultivo de erva-mate como uma alternativa de renda aos agricultores. Entre os objetivos, está a transmissão de técnicas de germinação, desenvolvimento de mudas, cuidados com o solo, implantação de erva-mate e assessoramento agronômico e de gestão da propriedade. “Queremos desenvolver 25 mil mudas que serão distribuídas a um grupo de 25 assentados para que possam iniciar sua atividade nesta cultura”, informa Moises.

Segundo ele, os conhecimentos serão transmitidos através de palestras, acompanhamento prático e atendimento individualizado de acordo com as particularidades de cada assentado. O projeto visa também produzir mudas para que sejam utilizadas em implantação de reserva legal, pois se trata de uma planta nativa da região e o assentamento necessita aumentar suas reservas para se adequar à legislação ambiental.

“O objetivo é transmitir conhecimentos práticos para que os assentados após a implantação deste projeto tenham experiência técnica para produzirem suas próprias mudas e ampliar a área de cultivo, utilizando as técnicas agronômicas e de gestão para que a propriedade seja eficiente gerando condições para que os assentados possam permanecer em sua propriedade de forma sustentável”.

Vale ressaltar que o projeto terá ainda a participação de professores e alunos dos cursos de Administração e Ciências Contábeis da UEMS (Unidade Universitária de Ponta Porã), um Agrônomo da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural do Estado de Mato Grosso do Sul – AGRAER e da prefeitura municipal de Ponta Porã. O Projeto foi contemplado com recursos financeiros na ordem de R$: 35.683,20. A vigência do projeto é de janeiro a dezembro de 2014.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions