A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

15/03/2015 11:48

Protestos começam no interior e grupo vem de Sidrolândia apoiar ato na Capital

Caroline Maldonado
Maçonaria participou de ato em Nova Andradina (Foto: Jornal da Nova)Maçonaria participou de ato em Nova Andradina (Foto: Jornal da Nova)

Manifestação contra a corrupção e o Governo Federal reuniu centenas de pessoas nessa manhã em Nova Andradina, a 300 quilômetros de Campo Grande. Moradores e representantes de entidades chegaram as 7h40, na avenida Antônio Joaquim de Moura Andrade com a Rua José Domingos e seguiram até o obelisco. Em Dourados, a 233 quilômetros de Campo Grande, a manifestação contra a corrupção deve começar as 15h. Coxim, a 260 quilômetros da Capital, teve protesto realizado pelas Lojas Maçônicas, durante a manhã.

Veja Mais
Justiça determina instalação de rede de esgoto em Nova Alvorada do Sul
Pistoleiro morre baleado durante confronto com a polícia do Paraguai

Em Sidrolândia, um grupo denominado “Beijas Flores em Ação” fará o protesto a partir das 12h na praça Central e seguirá para Campo Grande, a 71 quilômetros do município. Na Capital, eles pretendem se unir a manifestação programada para as 16h, conforme o jornal Sidrolândia News. 

Segundo o Jornal da Nova, apoiaram o movimento em Nova Andradina, a 7ª Subseção da OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil); além do Sinconova (Sindicato do Comercio Varejista de Nova Andradina), Acina (Associação Comercial e Industrial de Nova Andradina), Rotary’s e unidades da Maçonaria do município.

Os manifestantes usavam roupas nas cores verde e amarelo e os maçons vestiram terno preto, com faixas nas cores do Brasil nos braços. A tarde haverá outro protesto na região, dessa vez em Bataguassu. A mobilização está prevista para as 16h.

Em Dourados, o protesto vai começar na Praça Antônio João, conforme o jornal Dourados Agora. A pessoas sairão em marcha pela avenida Marcelino Pires e a Polícia Militar acompanhará o trajeto.

O comandante da Polícia Militar, tenente coronel Carlos Silva, informou ao jornal que a equipe terá apoio da tropa de choque e só será mobilizada em caso de tumulto. Ele assegurou que os policiais vão apoiar a manifestação. Serão 130 policiais militares, sendo que 60% deles estarão desarmados. A Aced (Associação Comercial de Dourados) confeccionou adesivos com a frase “Mais Brasil, menos impostos” para a distribuir no local.

Em Coxim, as Lojas Maçônicas realizaram uma passeata e carreata com cerca de cem pessoas. Eles saíram da Praça da Concha Acústica e terminaram o ato na Feira do Produtor, segundo o jornal Coxim Agora.

Com o slogan “Um País Mudo não Muda”, o ato teve ainda representantes da ACIAC (Associação Comercial e Agropastoril de Coxim) e Sindicato Rural Patronal de Coxim. Outra manifestação no município está marcada para as 15h de hoje (15). O movimento, organizado pelas redes sociais, está previsto para começar na Praça da Acústica, na região central da cidade.

Em Coxim, as Lojas Maçônicas realizaram uma passeata e carreata com cerca de cem pessoas (Foto: Coxim Agora)Em Coxim, as Lojas Maçônicas realizaram uma passeata e carreata com cerca de cem pessoas (Foto: Coxim Agora)
Grupo de Sidrolândia virá a Capital depois de protestar no município (Foto: Sidrolândia News)Grupo de Sidrolândia virá a Capital depois de protestar no município (Foto: Sidrolândia News)
Justiça determina instalação de rede de esgoto em Nova Alvorada do Sul
A Sanesul e a prefeitura de Nova Alvorada do Sul - cidade localizada a 120 km de Campo Grande - terão que criar no município rede coletora e estação ...
Médico nega que tenha abandonado pacientes e diz que foi autorizado a sair
O médico Carlos José da Costa Duran, de 41 anos, nega que tenha abandonado o plantão no hospital e maternidade Idimaque Paes Ferreira, o único em Rio...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions