A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

03/08/2012 14:05

Quadrilha que tentou explodir caixa eletrônico já era investigada

Nadyenka Castro

Liderança dos bandidos é de Paranaíba e executores são de Cuiabá

A quadrilha que tentou explodir um caixa eletrônico na madrugada desta sexta-feira, em Cassilândia, a 418 quilômetros de Campo Grande, já estava sendo investigada pela Polícia Civil e por isso foi possível evitar que o crime fosse concretizado.

Os bandidos foram identificados e acompanhados durante cinco dias por policiais civis da região do Bolsão e do Garras ( Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros). A intenção da Polícia Civil era constatar quantos eram os integrantes e descobrir qual caixa eletrônico seria o alvo.

Segundo o Garras, as lideranças do bando são de Paranaíba e os executores de Cuiabá, Mato Grosso.

Na madrugada desta sexta-feira, a quadrilha colocou exploxivos no caixa eletrônico do Posto São Paulo e quando acionaram, os policiais interviram. O vigia do posto estava no local e, caso houvesse a explosão, poderia ser atingido.

De acordo com o Garras, os bandidos estavam com pelo menos quatro armas de fogo e houve troca de tiros. Dois integrantes do bando foram baleados: Fábio Luiz Silveira, 19 anos, e Thales Henrique Nascimento, 18 anos.

Fábio foi levado para atendimento médico, mas morreu na Santa Casa de Cassilândia. Thales foi baleado na perna e encontrado cinco horas depois em uma chácara próxima à àrea urbana.

Duas pessoas estão foragidas e três foram detidas em Paranaíba e ainda está sendo apurado se elas estão envolvidas no caso.

Morre assaltante baleado durante troca de tiros com policiais em Cassilândia
Morreu o assaltante que trocou tiros com policiais na madrugada desta sexta-feira (3), em Cassilândia. Segundo o site Cassilândia News, ele já foi id...
Assalto a caixa eletrônico acaba em tiroteio, em Cassilândia
Um foi baleado e encaminhado para a Santa Casa em estado grave e o restante do grupo conseguiu fugir em um Corsa Sedan, roubado em Paranaíba.Na madr...
Boliviana indiciada após tragédia com voo da Chape pede refúgio em MS
A boliviana Celia Castedo Monasterio, indiciada pelo Ministério Público de seu país por ter autorizado o plano de voo da Chapecoense, com saída em Sa...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions