A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

17/01/2013 10:56

Secretaria de Saúde trata morte por meningite como caso isolado

Aline dos Santos

A morte de uma criança por meningite bacteriana é tratada pela SES (Secretaria Estadual de Saúde) como caso isolado. O menino de 4 anos morava em Nova Andradina e começou a passar mal na noite do último domingo. Diante da rápida evolução dos sintomas, foi transferido para Dourados, onde morreu na segunda-feira.

Veja Mais
Criança de 4 anos morre vítima de meningite em Nova Andradina
Preços de itens da ceia de Natal variam até 400%, aponta Procon

Conforme a assessoria de imprensa da SES, a vacina contra a doença faz parte do calendário de vacinação. A secretaria aguarda envio de documentos para saber se o menino, que completaria cincos anos em fevereiro, foi imunizado. Familiares da criança receberam medicação específica.

A quimioprofilaxia foi para três crianças, a mãe e a avó da vítima. Eles não apresentavam sintomas. Segundo a secretaria, em 2012, não houve registro da doença no Estado. Por enquanto, foi descartada vacinação emergencial.

As medidas só sofrerão alteração se houver novos casos. De acordo com a enfermeira da Vigilância Epidemiológica de Nova Andradina, Ingrid Bumbieris Travaim, exame laboratorial confirmou meningite bacteriana. Novo procedimento vai identificar o tipo de bactéria.

A transmissão é por via respiratória. Meninges são membranas que envolvem o encéfalo e a medula espinhal que corre por dentro da coluna vertebral. Quando uma bactéria ou vírus, por alguma razão, consegue vencer as defesas e aninhar-se nas meninges, elas se inflamam, podem produzir pus e a infecção se espalha por todo o sistema nervoso central.

Os sintomas são febre alta, mal-estar, vômitos, dor forte de cabeça e no pescoço, dificuldade para encostar o queixo no peito e, às vezes, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions