A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

13/05/2015 17:03

Secretário pede 877 equipamentos e 4 mil instrumentos de saúde ao Estado

Sebastião Nogueira também pediu recursos para centro de atendimento e cobrou retomada do Hospital Regional de Dourados

Helio de Freitas, de Dourados
O secretário de Saúde de Dourados, Sebastião Nogueira (Foto: Assecom)O secretário de Saúde de Dourados, Sebastião Nogueira (Foto: Assecom)

Uma lista com 877 equipamentos e 4.726 instrumentos cirúrgicos foi encaminhada ao governo de Mato Grosso do Sul pela Secretaria de Saúde de Dourados, cidade a 233 km de Campo Grande. Entre os aparelhos solicitados estão raio-X, ultrassom, aparelho de videolaparoscopia, de densitometria óssea, colposcópio, tomógrafo, estetoscópios e centenas de outros itens, como veículos, camas hospitalares, microscópios e aparelho de ressonância magnética nuclear.

Veja Mais
Governadoria regional será canal direto do cidadão com Reinaldo, afirma diretor
Azambuja confirma nome de ex-deputado na primeira Governadoria Regional

A lista tem ainda 4.726 produtos de instrumentos cirúrgicos, como pinças, tesouras, cabos de bisturi e caixas cirúrgicas completas. “Precisamos de todos esses equipamentos e instrumentos para ampliar o acesso da população aos métodos de diagnósticos”, afirmou o médico Sebastião Nogueira, titular da Secretaria de Saúde da maior cidade do interior do Estado.

Segundo ele, os equipamentos e instrumentos são necessários para melhorar o atendimento no Hospital da Vida, PAM (Pronto Atendimento Médico), UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e no hospital de cirurgias eletivas, que será ativado nos próximos meses em parceria entre a prefeitura e o governo do Estado.

Nogueira informou que a demanda de equipamentos e instrumentos cirúrgicos foi informada em reuniões com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e com o secretário estadual de Saúde, Nelson Tavares. Os pedidos foram reforçados em ofícios encaminhados ao governo.

Reforma de unidade – Outro pedido é que o governador priorize na destinação de verbas de emendas parlamentares o projeto de adequação física da “Unidade Tipo A”, no centro de Dourados, desativada há vários anos. A prefeitura quer instalar no local o Complexo Regulador, o CEO (Centro de Especialidades Odontológicas) e o Samu (Serviço Móvel de Urgência). O projeto foi apresentado em 2013 ao Ministério da Saúde.

Conforme o secretário douradense, a cidade é responsável pelo atendimento de saúde de 800 mil habitantes de 32 municípios e os investimentos solicitados são necessários para acabar com a fila de espera por exames e cirurgias e reduzir o gasto com serviços que atualmente são contratados de empresas particulares.

Hospital Regional – Sebastião Nogueira também aponta como prioridade para o atendimento de saúde a construção do Hospital Regional de Dourados. As obras foram iniciadas no final do ano passado, mas estão paralisadas desde janeiro por falta de recursos, segundo o governador.

“O Hospital Regional vai contribuir para melhorar o atendimento aos pacientes dos 33 municípios. Os prédios públicos não têm espaços adequados e faltam leitos hospitalares. Os recursos financeiros disponíveis são insuficientes para investimentos em estrutura física”, afirmou Sebastião Nogueira.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions