A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

24/01/2013 08:25

Segurança fecha base de inteligência na fronteira de MS com Paraguai

Nadyenka Castro

A base da Agência de Inteligência da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, que funcionava na fronteira com o Paraguai está fechada desde outubro do ano passado por determinação da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública). O motivo alegado: o local foi exposto em reportagem de uma emissora de televisão.

A base era em imóvel sequestrado de traficante. A atuação dos policiais na região era resultado de um projeto piloto no País e teve início em outubro de 2011 e terminou em novembro de 2012. “Funcionou bem”, avalia o promotor de Justiça em Amambai, Eteocles Brito Mendonça Dias Júnior.

“É uma perda, porque quanto mais instituições ajudando no combate ao crime, melhor”, diz o promotor, que ajudou na instalação da base, aparelhada com recursos do MPE. “No período em que a base funcionou, percebemos o aumento significativo na apreensão de drogas”, fala Eteocles.

Os 13 meses de serviço da Inteligência na região resultou em 124 prisões e apreensões de oito armas; 37,19 quilos de cocaína; 22,6 toneladas de maconha; 1,54 de haxixe e recuperação de 79 veículos roubados ou furtados. E não era apenas no combate ao tráfico que os policiais atuavam. Trabalhavam também no combate à aftosa e ao contrabando.

Veja Mais
Com sítio invadido por índios, família está há nove meses fora de casa
Pistoleiro preso “some” e prefeito de Pedro Juan cobra polícia paraguaia

Em ofício de 29 de outubro de 2012, o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini, determinou ao Comando Geral da PM “a suspensão das atividades da base de inteligência da PM”.

No documento, a justificativa para o fechamento é uma reportagem exibida pelo programa Domingo Espetacular, da Rede Record. Para a Sejusp, conforme o ofício, a reportagem detalhou o trabalho policial e colocou em risco a vida dos militares.

Chefe da Agência de Inteligência, o tenente-coronel Luís Antônio Sá Braga apenas confirmou o encerramento das atividades e disse que não está autorizado a falar sobre o assunto. O comandante da PM, coronel Carlos Alberto David dos Santos, não foi encontrado.

De acordo com a Sejusp, informações sobre o assunto não podem ser fornecidas “devido à natureza da atividade de inteligência”. A Secretaria informou ainda que toda “mudança ou adequação não prejudica a sociedade nem as atividades fim desempenhadas pelas instituições de segurança pública”.




Não causaria nenhuma estranheza, se o ilustre secretário, também determinasse o fim das atividades do DOF. Que interesses estão pro trás dessa atitude?...
 
Francisco Ojeda em 24/01/2013 14:33:24
ESSE NEGÓCIO DE TUDO O QUE VAI SE FAZER, A IMPRENSA FICAR SABENDO, É UMA FRIA, POIS DENUNCIAMOS OS NOSSOS TRABALHOS, PRINCIPALMENTE NO SETOR DE SEGURANÇA, SEJA A QUAL FOR, PORQUE O INIMIGO DO BEM, FICA SABENDO, VOCÊ ACHA QUE ELE VAI SE EXPOR, ENTÃO NÃO SE DEVE FALAR O QUE VAI FAZER, PORQUE O PEIXE MORRE PELA BOCA, E A IMPRENSA NESSE ÍNTERIM, É UMA BOMBA, AVISA AOS BANDIDOS, ASSIM AO MINISTÉRIO DA FEFESA NOS SERVIÇOS EM GERAL, INCLUSIVE NAS FRONTEIRAS, BOCA CALADA, BANDIDO PRESO, AVISOU O BANDIDO SE ESCONDE, E FICA SE A VER NAVIOS, EU VÍ, E COMENTEI COM MINHA ESPOSA NA HORA DA ENTREVISTA, AINDA MAIS QUE ERA UM BRAGA NO COMANDO, FOI INFELIZ.
 
PEDRO BRAGA em 24/01/2013 13:24:28
A matéria acima precisa ser lida e interpretada: se foi fechada, tem um motivo. O motivo é que a base de operação foi exposta em noticiário de TV, comprometendo o trabalho e segurança dos policiais. Esse é o motivo. Tentar entender o que está escrito para então comentar a matéria é o correto. Não deixemos a ignorância reinar!
 
Erick Martinez em 24/01/2013 11:48:04
Será que alguma coisa é levada a sério nesse Estado??? A saúde vai de mal a pior. A educação é uma piada e a segurança pública é feita para inglês ver.
Será que a Secretaria de Segurança Pública tem alguma política própriade trabalho na região de fronteira com o Paraguai e Bolívia?????? Uma outra pergunta: quanto o Estado de Mato Grosso do Sul está investindo nessas regiões??????? Essa é facil de responder: R$00,00....
O fechamento da Base de Fronteira da PM é patético. Qual será a próxima medida do nosso digníssimo excelentíssimo senhor doutor secretário Jacini?????
Acorda população!!!!!
 
MARCOS PAULO DOS SANTOS em 24/01/2013 11:43:30
ah, entao era por isso que a PM da fronteira e a FORÇA NACIONAL derrubava quase todo dia GRANDES apreensoes de contrabando, drogas, armas e municoes alem de carros roubados. Ta explicado. Agora com o fechamento desse importante orgao, a coisa vai desgringolar na Fronteira;
 
vanderlei de jesus Alves em 24/01/2013 10:49:17
É UM ABSURDO OS COMENTÁRIOS DE PESSOAS IGNORANTES DO ASSUNTO, TRABALHEI 20 ANOS NA AREA DE SEGURANÇA(Ñ SOU FUNCIONARIO PUBLICO), SEMPRE HOUVE ESSE SERVIÇO,E, SEMPRE TERÁ, SÓ FOI FEITO UMA MUDANÇA DE TÁTICA COM CERTEZA.............CALMA GENTE, SEGUREM UM POUCO A LINGUA FELINA.
 
firmino da silva pinheiro em 24/01/2013 10:40:09
Acho que o secretário está certo em fechar (aquela base) pois a casa era usada pelos criminosos em festas e comemorações regadas a muita droga e alcool e agora os bandidos da região sabem que a polícia utiliza a casa . Acredito que o Comandante Geral e Secretário devem estar providenciando outro local seguro, absconso, em que os policiais poderão trabalhar com mais tranquilidade!
 
george conrado em 24/01/2013 10:39:39
Olha só, a bem da verdade é que para o governo do Estado de Mato Grosso do Sul, apreensão de drogas, armas e recuperação de veiculos roubados ou furtados dos cidadãos da sociedade Sul Matogrossense não gera renda. Para ele o que interessa são apenas atividades que geram remuneração para o estado. Ele pouco se importa se os filhos de nossas familias estão tendo acesso facil as drogas ou a criminalidade. Para Ele, incinerar a Droga apreendida é queimar o dinheiro do Estado, Ele não vê com uma ação fundamental para bom convivio da população, é só por isso. Vcs não achar nem o CMDT GERAL da PM e nem o CHEFE da Inteligência, pois os dois são proibidos de falar, afinal de contas são funcionarios publicos e dependem desse salário para viver e exercem funções de confiança.
 
jose silva em 24/01/2013 10:08:23
também ,que inteligencia é essa ,mostra as escutas ,a base a incompetencia etc...
 
marcio da silv a em 24/01/2013 09:23:34
Sempre digo q a televisão passa tanta informação pra bandido. Novas táticas, novo modo de agir da segurança deveria ser proibido a divulgação
 
INES MARTINEZ em 24/01/2013 09:23:22
TENHO A CERTEZA DE QUE QUEM ADOROU A NOTÍCIA FORAM OS CRIMINOSOS DA REGIÃO DE FRONTEIRA COM O PARAGUAI. QUANTO MENOS POLICIAIS TRABALHANDO, MELHOR. ME CAUSA ESPANTO UM SECRETÁRIO DE SEGURANÇA PÚBLICA FALAR QUE O FECHAMENTO DE UMA BASE DE INTELIGÊNCIA NÃO PREJUDICA A SOCIEDADE NEM AS ATIVIDADES FIM DESEMPENHADAS PELAS INSTITUIÇÕES DE SEGURANÇA PÚBLICA.
AFINAL DE CONTAS, QUAL É O INTERESSE NISSO TUDO????????????
 
Claudia dos Santos Pereira em 24/01/2013 09:22:12
Isto é uma vergonha!!!! Enquanto algumas pessoas lutam para combater a criminalidade há outras que deixam a sociedade a mercê dos traficantes, ladrões, etc. Mesmo com todos estes números ainda fecham....acho que se um projeto dá resultado ele deve ser mantido. Assim é nosso país, valores totalmente invertidos, filhos matando pais, jovens se matando por nada, corrupção em todas as esferas, e a justiça que cada vez mais contribui para a existência dos marginais em nossa sociedade.
 
Claudia Duarte em 24/01/2013 09:21:47
Se o negócio estava dando certo porque acabar com ele??????
Me ajuda ae Sr Secretário..............
 
Gustavo Augusto em 24/01/2013 09:16:27
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions