A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

16/09/2014 11:42

Sem acordo, sindicato ameaça deflagrar greve na indústria de celulose

Caroline Maldonado
Manifestação em frente a Eldorado Brasil reuniu cerca de 500 trabalhadores, segundo sindicato (Foto: Divulgação/Sititrel)Manifestação em frente a Eldorado Brasil reuniu cerca de 500 trabalhadores, segundo sindicato (Foto: Divulgação/Sititrel)

Durante manifestação em frente a indústria de papel e celulose Eldorado Brasil, em Três Lagoas, a 338 quilômetros de Campo Grande, sindicalistas ameaçaram uma paralisação caso não haja acordo para aumento salarial com a empresa e outras duas que têm fábricas no município, a International Paper e a Fibria. A categoria pede 2% de aumento real nos salários, no entanto as indústrias oferecem apenas 0,63%, segundo o Sititrel (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Papel e Celulose). 

Veja Mais
Manifestação por reajuste reúne 700 em frente a indústria, diz sindicato
Eldorado diz que está negociando com sindicato sobre reajuste de funcionários

De acordo com o presidente do Sititrel, Almir Morgão, se as empresas não responderem as reivindicações taé sexta-feira (19), os trabalhadores decidirão se haverá paralisação. “A palavra final é do trabalhador, caso eles não aceitem a proposta e a empresa não se manifeste com novas negociações existe a possibilidade de pararmos”, disse.

Para o sindicalista as empresas podem oferecer aumento razoável, já que estão entre as maiores do Brasil. “É um absurdo a maior empresa de celulose do Brasil oferecer esse aumento, isso é uma injustiça com o trabalhador que luta todos os dias para fazer essa empresa crescer”, afirmou o presidente da entidade em frente a Eldorado. Ele lembrou que os funcionários batem recordes de produção e com isso, a empresa bate recorde de exportação. “E qual a nossa recompensa? 0,63% é inadmissível, não podemos tolerar tão baixo reconhecimento”, enfatizou.

Segundo o Sititrel, forças sindicais do Estado de São Paulo declararam apoio ao movimento e garantiram que no caso de greve estarão à disposição do sindicato local. A manifestação de hoje começou por volta das 7h30 e se estendeu até às 9h30, reunindo cerca de 500 trabalhadores, conforme a entidade. Durante a manhã de ontem (15), a entidade fez manifestação em frente a Fibria e a International Paper.

A Eldorado Brasil informou hoje (16) que mantém diálogo aberto com o Sititrel e “não comenta os assuntos que estão em negociação”. Após a manifestação de ontem (15), a International Paper informou ao Campo Grande News que está negociando com o Sititrel, mas não sinalizou uma contraproposta. A Fibria também confirmou que está em processo de negociação coletiva com o Sititrel, mas assegurou ter apresentado no dia 29 de agosto a proposta final e disse que aguarda a realização de assembleia do sindicato para que a proposta seja apreciada e votada pelos empregados.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions