A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 17 de Janeiro de 2017

15/12/2014 13:38

Sem salário e 13° enfermeiros podem suspender atividades de Hospital

Luciana Brazil

Enfermeiros do Hospital Evangélico Dr. e Dra. Goldsby King de Dourados, a 233 quilômetros de Campo Grande, podem interromper as atividades nesta semana, de acordo com o sote Dourados Agora. A categoria protesta contra o atraso na folha de pagamento de novembro e também da primeira parcela do 13° salário.

Veja Mais
Justiça determina que Sanesul repare danos em erosão causada por vazamento
Chuva alaga ruas em Paranaíba e deixa até camionete submersa em Chapadão

Uma assembleia extraordinária está programada para amanhã. A reunião foi convocada pelo pelo SIEMS (Sindicato dos Trabalhadores na Área de Enfermagem) e deve acontecer ás 8 horas, em frente ao hospital.

Uma notificação sobre a situação dos salários já foi encaminhada à direção do hospital e também ao procurador do trabalho do município, Jeferson Pereira, e ao gerente Regional do Trabalho e Emprego do MPE (Ministério Público Estadual) em Dourados.

O presidente do SIEMS, Lazaro Santana, afirmou que os profissionais estão sendo prejudicados em um período festivo que deveria ser de comemoração.

“ A maioria tem famílias para sustentar e são obrigados a pagar seus compromissos financeiros com juros. A segunda parcela do 13º está prevista para o dia 22 de dezembro, contudo, os trabalhadores não receberam a primeira parcela que deveria ser paga no dia 20 de novembro e nem sequer o salário de novembro. A preocupação é de que a entidade patronal tente prorrogar o pagamento para depois do Natal. Por isso, a categoria se mobiliza e se não tiver alternativas, terá que paralisar as atividades”, frisou.

Base dos Bombeiros com 8 militares deve ser implantada até o meio do ano
Rio Brilhante - cidade localizada a 163 km de Campo Grande - deve ganhar em breve uma base do Corpo de Bombeiros. Foi publicado no DOE-MS (Diário Ofi...
Investimento em recuperação de rodovias no MS será de R$ 185,9 milhões
O Governo do Estado deve investir R$ 185,9 milhões para recuperar trechos das rodovias MS-156, MS-379 e MS-470, que ficam em maior parte na região de...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions