A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

18/12/2014 17:05

Semiaberto será inaugurado sem móveis e colchões e só recebe internos em 2015

Helio de Freitas, de Dourados
Novo presídio semiaberto será inaugurado nesta sexta pelo governador, mas não há previsão de quando internos serão transferidos para a nova unidade (Foto: Eliel Oliveira)Novo presídio semiaberto será inaugurado nesta sexta pelo governador, mas não há previsão de quando internos serão transferidos para a nova unidade (Foto: Eliel Oliveira)

O novo presídio semiaberto de Dourados, a 233 km de Campo Grande, será inaugurado amanhã às 9h30 pelo governador André Puccinelli, mas ainda vai levar um tempo para a unidade receber internos. Faltam os colchões para serem usados pelos presos, o prédio ainda não tem rede de energia e nem água potável foi levada ao local.

Veja Mais
Presídio que vai abrigar internos do semiaberto será entregue em dezembro
Bandidos mortos em Dourados cumpriam pena no semiaberto por assalto

Nesta quinta-feira, o Campo Grande News apurou também que o presídio, construído ao lado da penitenciária de Dourados, na saída para o distrito de Panambi, ainda não recebeu o mobiliário. “Não tem nada, está um caos total, sem a mínima chance de receber os internos”, informou um funcionário do sistema penitenciário.

Diante da realidade, os 447 internos do semiaberto vão continuar mais um tempo no prédio localizado na Avenida Hayel Bon Faker, área residencial nobre da cidade. Antes de ser alugado pelo Estado e transformado em presídio, o imóvel era sede de uma escola particular.

Dos internos que cumprem pena no regime semiaberto, alguns têm autorização para trabalhar fora do presídio e retornam à noite. Outros permanecem no local durante todo o dia. Tem também os condenados em regime aberto, que não permanecem no presídio, mas vão ao local todos os dias para assinar uma lista de presença.

A Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) foi procurada nesta tarde para informar quando o presídio começa a receber os internos, mas ninguém atendeu ao telefone na assessoria de imprensa e no gabinete.

Presídio novo – O novo prédio tem capacidade para 500 detentos, com área construída de 3.600 metros quadrados, incluindo bloco administrativo, bloco de celas, área de vivência, quadra de esportes e estacionamento interno e externo.

Para os empresários de Dourados, a inauguração é vista com alívio pela sociedade douradense, que há anos enfrenta impactos negativos com a instalação do semiaberto em área residencial. “Entre os principais problemas gerados pelo presídio naquela região, estão o aumento na criminalidade e a desvalorização imobiliária”, afirmou recentemente a Associação Comercial e Empresarial da cidade.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions