A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

22/05/2015 19:51

Servidores municipal não aceitam proposta de prefeitura e saem as ruas

Lúcio Borges
Servidores de Coxim podem entrar em greve nos próximos dias (Foto: divulgação)Servidores de Coxim podem entrar em greve nos próximos dias (Foto: divulgação)
Servidores municipal não aceitam proposta de prefeitura e saem as ruas
Servidores lotaram Câmara de Vereadores na quarta-feiraServidores lotaram Câmara de Vereadores na quarta-feira

O movimento grevista de funcionários público que atinge Campo Grande, também está se alastrando para outros municípios de Mato Grosso do Sul. Hoje, os servidores municipais de Coxim não aceitaram a proposta de aumento da prefeitura e até saíram às ruas da cidade em manifestação contra a atual administração do prefeito Aluízio São José (PSB), na manhã desta sexta-feira (22). Os servidores pedem 10%, podendo ser 9% mais 1% para setembro ou outubro, mas a prefeitura não aceita. A administração municipal chegou ao índice máximo de até 9%.

Veja Mais
Vendedor é esfaqueado nas costas durante briga por espaço
Pavão comandava tráfico da cadeia, mas juíza escondeu denúncia do Brasil

Para o Sinsmc (Sindicato dos servidores públicos de Coxim), o aumento é possível, bastando que a prefeitura enxugue a folha, reorganize a lotação dos servidores e faça novo concurso público. Os servidores não aceitaram a proposta de 9% de aumento do Executivo Municipal, que foi repassada na segunda Assembleia Geral, na quarta-feira (20) pelo secretário de gestão Rufino Tigre, representando o prefeito.

Conforme a direção do sindicato, o prefeito foi convidado para se fazer presente, entrar pessoalmente nas negociações e estar na Câmara Municipal, onde ocorreu a reunião na quarta-feira. Mas não compareceu. “Ele correu das negociações e valorização pessoal dos servidores, desprezando e não respeitando os vereadores, funcionários e todo sindicato”, reclamam sindicalistas.

Na quarta-feira, a negociação não avançou na proposta sindical, além de outras reivindicações que foram discutidas, como a folha de pagamento alta, reorganização de secretarias e o concurso público. “Queremos a negociação dos 10% de aumento salarial que é possível, se a prefeitura ‘enxugar’ a folha, reorganizar a lotação dos servidores e fizer concurso público. Com efetivos o servidor será valorizado”, diz nota do Sindicato.

Manifestos

Sem nenhum avanço na última quarta-feira, com a Câmara lotada de servidores na segunda Assembleia foi aprovado a mobilização e passeata que ocorreu hoje, em manifesto da reivindicação do Aumento Salarial.

Hoje, o prefeito com três anos de administração enfrenta a terceira manifestação nas ruas. A primeira ocorreu com moradores de diversos bairros, que foram as ruas para sensibilizar o prefeito em arrumar as ruas nos Bairros. Os moradores fizeram protesto até na casa do prefeito e além de fechar a Ponte principal que acesso aos Bairros, fecharam também a BR 163.

Vendedor é esfaqueado nas costas durante briga por espaço
Uma rixa antiga, de pelo menos três meses, acabou com o vendedor de espetinho, Ramão Antônio Gomes, 42, gravemente ferido ao ser esfaqueado duas veze...
Empresária é roubada na saída de lotérica e tem prejuízo de R$ 46 mil
Empresária, de 42 anos, teve prejuízo de R$ 46 mil depois de ser roubada por dois homens na saída de uma lotérica da Rua Melanio Garcia Barbosa, no c...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions